Logo

Consulta Remédios

7896004701134

Complexo B

26 ofertas Item-1 Princípio ativo: vitaminas do complexo b Item-3 Não necessita de receita. Item-3 -.
Publicidade

Indicações: - Nos estados de hipovitaminoses do complexo B.
- Alimentação restritiva comuns em regimes alimentares e dietas de emagrecimento, necessidade aumentada de vitaminas que ocorre durante a gravidez e o aleitamento; durante períodos de grande consumo de bebidas alcoólicas e quando há perda de apetite, distúrbios de absorção que ocorre após diarréia crônica ou após tratamento prolongado com antibióticos, medicamentos que bloqueiam a ação das vitaminas: antibióticos, citostáticos e anticonvulsivantes, hepatopatias que dificultam a incorporação das vitaminas nas enzimas; - alcoolismo crônico e suas conseqüências como lesões hepáticas e em sistema nervoso central.

Contra-Indicações: - Hipersensibilidade às vitaminas do complexo B.
- Não está indicado no tratamento de hipovitaminoses específicas graves.

Interação: - Deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento
com levodopa pura, devido à interação desta substância com a vitamina
B6.
- Em pessoas que fazem uso do fenobarbital ou da fenitoína em concomitância com a piridoxina (vitamina B6) pode haver redução dos níveis plasmáticos destes medicamentos.
- O uso concomitante de carbamazepina e da nicotinamida (vitamina B3)
pode ocasionar redução do clearance da carbamazepina, levando a um
aumento de seu nível plasmático.

Posologia: Uso Oral.
Profilaxia: Lactentes e crianças: 10 gotas por dia Adolescentes: 10-20 gotas por dia. Adultos: 20-40 gotas ou 1 a 2 drágeas por dia.
- Essas doses podem ser tomadas durante longos períodos. Terapêutica: De acordo com a intensidade dos sintomas de carência. Lactentes e crianças: 10 gotas, 2-3 vezes ao dia. Adolescentes: 10-20 gotas, 2-3 vezes ao dia. Adultos: 20-40 gotas ou 1 a 2 drágeas concentrado 2-3 vezes ao dia.

Classe Terapêutica: Vitamina

Categorias: Vitaminas e Minerais, Vitamina B

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.