Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Glibenclamida

49 ofertas Item-1 Princípio ativo: glibenclamida Item-3 Necessita de receita. Item-3 Branca comum.
Publicidade

Indicações: Diabetes mellitus no adulto não complicado, estável, leve ou moderado, não cetótico, que não pode ser controlado somente com a dieta.

Contra-Indicações: Acidose importante, queimaduras graves, coma diabética, infecção grave, cetoacidose e traumatismos graves. A relação risco-benefício deverá ser avaliada na presença de insuficiência supra-renal, debilidade geral, ma nutrição,náuseas,

Interação: O uso concomitante de DAONIL® (glibenclamida) com outras drogas ou bebidas alcoólicas pode levar à atenuação ou aumento indesejados de sua ação hipoglicemiante. Por esta razão, outras drogas não devem ser usadas sem o conhecimento do médico.
Reações hipoglicêmicas devido à potencialização do efeito hipoglicemiante de DAONIL ® (glibenclamida) podem ocorrer quando se usam as seguintes drogas:
Agentes anabolizantes, inibidores da ECA, quinolonas; disopiramida, fluoxetina, guanetidina, ácido paramino-salicílico, probenicida, tritoqualina, beta-bloqueadores, benzofibrato, preparações de biguanida, cloranfenicol, clofibrato, derivados cumarínicos, fenfluramina, feniramidol, inibidores da M.A.O., miconazol, pentoxifilina .

Posologia: Sob supervisão médica, a dose inicial pode ser gradualmente aumentada, se necessário, a 3 comprimidos e em casos excepcionais a 4 comprimidos diários
É importante ater-se às instruções do médico para uso de DAONIL® (glibenclamida). Erros de ingestão como, por exemplo, se houve esquecimento de uma dose, nunca pode ser corrigida tomando-se uma dose maior mais tarde.

Classe Terapêutica: Antidiabético

Categoria: Diabetes

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.