Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Mercilon

17 ofertas
Scheringplough
Item-1 Princípio ativo: etinilestradiol+desogestrel Item-3 Necessita de receita. Item-3 Branca comum.
Publicidade

Indicações: Anticoncepcional oral.

Contra-Indicações: Contra-indicado durante a gravidez;
Distúrbios cardiovasculares ou cerebrovasculares;
Hipertensão grave;
Distúrbios hepáticos;
Síndromes de Rotor e de Dubin-Johnson;
Presença ou suspeita de tumores estrogênio-dependentes;
Hiperplasia endometrial;
Sangramento vaginal sem diagnóstico;
Porfiria;
Hiperlipoproteinemia;
Um histórico de prurido intenso ou herpes gestacional durante a gravidez, ou com uso prévio de esteróides.

Interação: Sangramento irregular e confiabilidade reduzida poderão ocorrer quando os anticoncepcionais forem administrados concomitantemente com outros medicamentos como os anticonvulsivantes, barbitúricos, antibióticos (por exemplo, tetraciclina, rifampicina, etc.), determinados laxantes e, possivelmente, produtos fitoterápicos contendo Hypericum perforatum (erva de São João ou St. John-s wort). Em diabéticas, os anticoncepcionais orais podem diminuir a tolerância à glicose e aumentar as necessidades de insulina ou outros medicamentos antidiabéticos.

Posologia: O primeiro comprimido da primeira cartela deverá ser iniciado no primeiro dia da menstruação.
Isso também é aplicável quando houver troca de um outro anticoncepcional oral. Um
comprimido é tomado diariamente no mesmo horário, sem interrupção durante 21 dias,
seguindo-se de uma pausa de 7 dias. Cada cartela seguinte será iniciada após o término dessa pausa de 7 dias.
A administração após o parto deverá ser iniciada no primeiro dia da primeira menstruação espontânea.

Classe Terapêutica: Anticoncepcional

Categorias: Anticoncepcional, Pílula

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.