Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Neotaren

5 ofertas
Neo Química
Item-1 Princípio ativo: diclofenaco de sodio Item-3 Necessita de receita
Publicidade

Indicações: Artrite reumatóide, artrose, osteoartrite, espondilite, síndromes dolorosas da coluna vertebral, crises agudas de gota, inflamações pós-traumáticas e pós-operatórias dolorosas e edema, enxaqueca.

Contra-Indicações: Hipersensibilidade ao componente da fórmula.
Úlcera gástrica ou intestinal ativa, sangramento ou perfuração.
Insuficiência hepática grave, insuficiência renal ou cardíaca.
Gravidez e lactação.

Interação: Pode elevar as concentrações plasmáticas de lítio, digoxina, antidiabéticos orais, insulina.
Diclofenaco com diuréticos ou anti-hipertensivos pode diminuir o efeito anti-hipertensivo.
Pode aumentar os riscos de efeitos adversos renais com paracetamol, ciclosporina.
Pode aumentar os riscos de efeitos adversos gastrintestinais com álcool, corticosteróides, corticotrofina, suplementos de potássio, ácido acetilsalicílico e outros antiinflamatórios não esteróides.
Pode aumentar os riscos de sangramento com anticoagulantes orais, heparina, agentes trombolíticos, ácido valpróico, colchicina.

Posologia: Comprimidos ou drágeas - adultos e crianças acima de 14 anos:
- A dose inicial diária é de 100 mg a 150 mg, em doses divididas a cada 8 ou 12 horas.
A dose máxima diária é de 200 mg.
Comprimido de ação prolongada:
- 100 mg por dia, em dose única.
Gotas:
- 0,5 a 2 mg por kg de peso corporal por dia, divididos em 2 ou 3 tomadas.
Supositórios - adultos e crianças acima de 14 anos:
- 50 mg, 3 vezes por dia. Não ultrapassar 150 mg por dia.
Injetável - adultos e crianças acima de 14 anos:
- Via intramuscular: 75 mg por dia.

Classe Terapêutica: Antiinflamatório Não Esteróide

Categorias: Dor e Contusão, Antiinflamatórios

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.