Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Plabel

1 oferta
Belfar
Item-1 Princípio ativo: metoclopramida Item-3 Necessita de receita. Item-3 Branca comum.
Publicidade

Indicações: Náusea.
Refluxo gastroesofageano.
Vômito.

Contra-Indicações: Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.
Presença de hemorragia, obstrução mecânica ou perfuração gastrintestinal.
Pacientes epiléticos.
Pacientes com feocromocitoma.
Pacientes com histórico de discinesia tardia induzida por neuroléticos ou metoclopramida.
Lactação.

Interação: Pode ser antagonizado por anticolinérgicos, analgésico narcótico, levodopa.
Pode aumentar a ação de álcool, succinilcolina, depressores do sistema nervoso central (derivados da morfina, hipnóticos, anxiolíticos, anti-histamínicos H1 sedativos, antidepressivos sedativos, barbituratos, clonidina e substâncias relacionadas).
Pode diminuir a ação de cimetidina, digoxina.
Pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas com ciclosporina.

Posologia: ADULTOS:
- Comprimidos: 1 comprimido, 3 vezes ao dia, via oral, 10 minutos antes das refeições.
- Injetável: 1 ampola a cada 8 horas, via intramuscular ou intravenosa.
- Solução oral: 2 colheres de chá (10 mL), 3 vezes ao dia, via oral, 10 minutos antes das refeições.
CRIANÇAS:
- 5 a 14 anos: 13 gotas (2,5mg) a 26 gotas (5mg), 3 vezes ao dia.
- 3 a 5 anos: 10 gotas (2,0mg), 2 a 3 vezes ao dia.
- 1 a 3 anos: 5 gotas (1,0mg), 2 a 3 vezes ao dia.
- Abaixo de 1 ano: 5 gotas (1,0mg), 2 vezes ao dia.
COMPRIMIDOS, SOLUÇÃO ORAL E INJETÁVEL: a dose não deverá exceder 0,5 mg/kg/dia.

Classe Terapêutica: Antiemético

Categorias: Gastrointestinal, Náuseas e Vômitos

Mostrando valores referentes ao ICMS de 18% - São Paulo. Altere sua localização Está em outro lugar? Cadastre-se ou faça o login.

  • S_icon Plabel 10mg, caixa(s) com 20 comprimido(s) metoclopramida Belfar Lock
    Add Ver detalhes
  • S_icon Plabel 4,0mg solução oral, frasco(s) gota(s), com 10ml metoclopramida Belfar Lock
    Add Ver detalhes
Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.