Piolho: o que é?

Considerado um pequeno parasita (possui 4mm), o piolho (ou pediculose) habita a região capilar, onde deposita inúmeros ovos. O seu tempo de vida é de 30 a 40 dias. Durante esse período a fêmea pode produzir até 200 ovos. Os principais sintomas de quem sofre com o problema são: coceira frequente e lêndeas (ovos dos piolhos) no couro cabeludo.

Como evitar o contágio

Os piolhos são transmitidos principalmente a partir do compartilhamento de objetos pessoais (toalhas, escovas e pentes de cabelo, chapéus e roupa de cama). O contato direto com pessoas infectadas também pode ser uma forma de transmissão muito comum.

Formas de tratamento

Costumam ser indicados sabonetes ou shampoos com princípios ativos específicos para tratar os casos de piolho. O uso tópico das substâncias costuma ser eficaz e elimina os pequenos parasitas no mesmo dia, apesar disso, é recomendado que o tratamento seja repetido após 7 dias. Entre os medicamentos mais indicados, pode-se citar: Clordox e Escabin. É essencial que os membros da família ou que convivem frequentemente com o indivíduo infectado também recebam o tratamento, para que dessa forma a reinfecção seja evitada. Não utilize medicamentos sem a indicação prévia do médico, a automedicação pode ser extremamente prejudicial à saúde.