Angioedema: o que é, complicações, como tratar e muito mais

Publicado na categoria Problemas de Saúde em 12 de Outubro de 2016 | Por Paulo

O que é Angioedema?

O angioedema é um inchaço parecido com a urticária, que possui sintomas como coceira e pele avermelhada, porém a diferença é que o angioedema acontece nas camadas mais profundas da pele. Geralmente ocorre no lábio, em volta dos olhos, mãos, pés e região genital.

O problema costuma afetar entre 10% e 20% da população mundial. Qualquer pessoa pode sofrer deste problema, seja homem, mulher e de qualquer etnia.

Índice - neste artigo você irá encontrar as seguintes informações:

  1. O que é Angioedema?
  2. Causas
  3. Fatores de risco
  4. Sintomas
  5. Diagnóstico
  6. Tratamento para Angioedema
  7. As complicações do Angioedema
  8. Como conviver com o problema
  9. Prevenção

Causas

O angioedema pode surgir por diversas causas que serão citadas abaixo:

Hereditário

É raro, mas pode acontecer. É relacionado com o mau funcionamento de proteínas do sangue que regulam o sistema imunológico.

Medicamentos

Analgésicos e medicamentos relacionados à pressão arterial são os mais comuns a causarem o angioedema, mas qualquer medicamento pode trazer o problema à saúde.

Alergias comuns

Existem substâncias específicas que são conhecidas por causar alergias, como:

  • - Pólen;
  • - Picadas de insetos;
  • - Pêlos de animais;
  • - Látex.

Alimentos

Alimentos podem causar angioedema. Os mais comuns são:

  • - Frutos do mar;
  • - Amendoim;
  • - Ovo;
  • - Leite;
  • - Nozes.

Idiopáticos

As causas idiopáticas são caracterizadas por fatores ambientais, como:

  • - Calor;
  • - Frio;
  • - Água;
  • - Pressão;
  • - Sol;
  • - Suor;
  • - Estresse.

Condições médicas subjacentes

O angioedema pode surgir como resposta a problemas, como:

  • - Doenças autoimunes;
  • - Transfusões de sangue;
  • - Câncer;
  • - Distúrbios da tireoide;
  • - Infecções causadas por bactérias.

Fatores de risco

Apesar de ser um problema comum, se alguns fatores ocorrerem, podem trazer risco à vida do paciente. Alguns dos fatores conhecidos:

  • - Ter histórico de angioedema na família;
  • - Ter tido angioedema anteriormente;
  • - Ter ou ter tido reações alérgicas;
  • - Ter algum distúrbio relacionado ao angioedema, como linfoma, lúpus ou doenças relacionadas à tireoide.

Leia mais: Tudo sobre Hipotireoidismo: sintomas, o que é e mais

Sintomas

O angioedema, em alguns casos, provoca o inchaço, mas não causa dor nem coceira, e geralmente dura até 3 dias.

Em outros casos, os sintomas podem ser:

  • - Dor no local inchado;
  • - Dificuldade para respirar;
  • - Sensação de calor na região afetada;
  • - Erupções cutâneas;
  • - Cólicas abdominais;
  • - Quemose (inchaço na conjuntiva dos olhos).

Diagnóstico

Geralmente é possível tratar o angioedema em casa e, em três dias, os sintomas somem. É necessário consultar o médico se sintomas diferentes surgirem, como:

  • - Sensação de aperto no peito;
  • - Inchaço da língua ou garganta;
  • - Muita dificuldade para respirar.

Caso isso aconteça, os especialistas indicados são:

  • - Dermatologista;
  • - Angiologista;
  • - Cardiologista;
  • - Imunologista;
  • - Clínico geral.

Para que o diagnóstico seja dado com mais precisão e mais rápido, o paciente pode ir ao consultório com algumas informações já levantadas, como por exemplo:

  • - Quando os sintomas apareceram?
  • - Há vergões na pele? Desde quando?
  • - O angioedema dói?
  • - Está com cólica abdominal?

Essas e outras perguntas serão feitas pelo médico e, se o paciente já for com as respostas prontas, o diagnóstico pode ser dado com antecedência. Outro fator importante é o histórico do paciente e de seus familiares.

O médico examinará o paciente e, se for preciso, alguns exames podem ser feitos, como o de sangue e testes de alergia.

Tratamento para Angioedema

Se os sintomas forem leves, o tratamento não precisa ser feito. Mas se necessitar de tratamento, será feito com medicamentos. Eles são antialérgicos, antiinflamatórios, analgésicos, corticóides e medicamentos para a circulação.

Os medicamentos mais indicados são:

O angioedema possui cura, apenas o tipo hereditário é que não a possui.

É importante ressaltar que somente o médico especializado é indicado para dar o tratamento para o paciente. Nunca se automedique, pois os sintomas podem piorar e trazer danos à saúde.

Se tratar com suplementos, pode fazer com que os sintomas sejam reduzidos. Utilizar remédios naturais com base em ervas também pode ser uma boa opção que não traga tantos efeitos colaterais e danos à saúde.

Os suplementos geralmente indicados são, vitamina C e a vitamina B12. E os remédios a base de ervas são:

  • - Hydrastis canadensis;
  • - Raiz amarela;
  • - Goldenseal;
  • - Glycyrrhiza glabra;
  • - Camomila.

Atenção! 

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica. 

As complicações do Angioedema

Há duas complicações bem conhecidas do angioedema. Reação anafilática é uma delas e, a outra, é o bloqueio das vias respiratórias se o inchaço ocorrer na língua ou na garganta.

Como conviver com o problema?

Como já citado nos tópicos anteriores, se os sintomas não forem graves, o tratamento pode ser feito em casa. Portanto, alguns cuidados caseiros serão indicados para reduzir os sintomas do angioedema:

  • - Use medicamentos antialérgicos para diminuir a coceira;
  • - Faça compressa de gelo (com a ajuda de panos ou toalhas para que não toque diretamente na pele);
  • - Tome banho fresco;
  • - Evite ficar perto de possíveis causadores do angioedema, como pólen, poeira, pêlos de animais e outros;
  • - Utilizar roupas confortáveis para evitar a irritação da pele.

Prevenção

Quando o tipo de angioedema é hereditário, não há nada que se possa fazer para evitar o problema. Mas se for causado por fatores alérgicos, evitar o contato com o alérgeno é o mais indicado para evitar o problema. O mesmo acontece em casos de angioedema por medicamentos.


A melhor forma de solucionar os problemas de saúde é tendo informação sobre eles. Aqui no Consulta Remédios nós disponibilizamos vários textos sobre as mais diferentes doenças existentes. Se você quer saber mais sobre alguma doença que ainda não há textos publicados, nos avise, para que possamos ajudar você!

Compartilhe esse texto com os seus familiares e amigos para que todos tenham mais informações sobre o angioedema!

Referências:

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/angioedema
http://www.news-medical.net/health/What-is-Angioedema-(Portuguese).aspx
https://www.tuasaude.com/angioedema/
http://emedicine.medscape.com/article/135208-overview
http://www.saudemedicina.com/angioedema/
http://www.fisioterapiaparatodos.com/p/doencas-da-pele/angioedema-hereditario-ou-adquirido/

http://www.shire.com.br/patients/therapeutic-areas/hereditary-angioedema
https://pt.wikipedia.org/wiki/Angioedema
https://pt.wikipedia.org/wiki/Angioedema_heredit%C3%A1rio

© 2017 Consulta remédios. Todos os direitos reservados.

Receba nossos conteúdos diretamente em seu email

Ao concluir você aceita a nossa Política de Privacidade

Produtos relacionados

Comentários