As possíveis causas do aborto espontâneo

Publicado na categoria Gravidez em 03 de Janeiro de 2016 | Por Paulo

O aborto espontâneo é um problema pelo qual inúmeras mulheres passam ao longo da vida. A gravidez interrompida pode estar ligada a uma série de fatores, alguns que inclusive podem ser evitados.

Caracterizado pela perda involuntária do feto até a 20ª semana – após esse período a interrupção é considerada parto prematuro –, o aborto pode estar ligado a várias causas.

Fatores que podem levar ao aborto

Idade avançada: um dos principais fatores de risco, de acordo com estudos. Quanto mais velha for a mulher, maior é a chance de ocorrer o aborto (o risco chega a até 80% aos 45 anos);

Alcoolismo: estudos apontam que o consumo de bebidas alcoólicas também pode estar associado ao aborto;

Tabagismo: conhecido vilão da gestação, o tabaco pode causar inúmeros problemas a criança e levar ao aborto;

Histórico: a incidência do problema também pode ser um fator de risco. Quanto mais abortos ocorrerem, a probabilidade de que o problema aconteça na próxima gravidez também aumenta.

Sinais do aborto

O sangramento é um dos principais sintomas do aborto, porém não é o único. Cólicas abdominais (em alguns casos ela não é sentida) e coágulos junto ao sangramento também podem ser sentidos.

O que fazer?

A ajuda médica deve ser procurada já nos primeiros sinais do problema, para que o aborto seja evitado. O acompanhamento médico é essencial mesmo depois, caso ele ocorra, para que o casal consiga lidar com o problema.

© 2017 Consulta remédios. Todos os direitos reservados.

Receba nossos conteúdos diretamente em seu email

Ao concluir você aceita a nossa Política de Privacidade

Comentários