Laringite: o que é, remédios, tratamento, sintomas e causas

Publicado na categoria Problemas de Saúde em 14 de Abril de 2017 | Por Mayra

O que é laringite?    

A laringite é uma inflamação na laringe que pode provocar rouquidão e perda de voz. Na maioria das vezes causada por infecção viral ou fala excessiva, a doença deixa as cordas vocais irritadas, o que gera uma distorção nos sons emitidos.

Em geral, a laringite não é considerada uma doença grave e pode ser tratada em poucas semanas. Porém, os casos de rouquidão persistente (crônica) podem significar problemas mais sérios de saúde.

Mas afinal, o que é a laringe?

Localizada entre a faringe e a traqueia, a laringe é uma estrutura cilíndrica, responsável por abrigar as cordas vocais e permitir a emissão de sons por meio da modulação da passagem de ar. Uma vez irritadas as cordas vocais, o inchaço faz com que haja uma distorção no som produzido. E é por isso que a laringite provoca a rouquidão.

Além disso, a laringe possui um importante papel na deglutição, protegendo as vias respiratórias.

Índice - neste artigo você irá encontrar as seguintes informações:

  1. O que é laringite?
  2. Mas afinal, o que é a laringe?
  3. Tipos de laringite
  4. Grupos de Risco
  5. Sintomas da laringite
  6. Quando devo procurar um médico?
  7. Qual a diferença entre laringite e faringite?
  8. Como a laringite é diagnosticada?
  9. Tratamento
  10. Tratamento caseiro para laringite
  11. Medicamentos para laringite
  12. Complicações
  13. Como prevenir a laringite?

Tipos de laringite

Basicamente, os tipos de laringite se diferem entre o período de duração e as causas da doença. Entenda a seguir as principais diferenças:

Laringite Aguda

As inflamações agudas são as mais comuns e possuem uma curta duração (geralmente menos de uma semana). Esse tipo de laringite costuma surgir de uma infecção respiratória viral e vir acompanhado de gripes e resfriados.

Causas da laringite aguda

Os casos temporários tendem a ser provocados por infecções virais, provenientes de vírus como o influenza. Existe ainda a possibilidade da laringite aguda ser causada pelo uso excessivo da voz ou, em casos mais raros, por infecções bacterianas.

Tratamento da laringite aguda

Nos casos leves da doença a principal recomendação é descansar a voz e evitar sussurrar. Com o repouso adequado, você voltará a falar normalmente em pouco tempo. É importante também evitar substâncias agressivas como o cigarro e o álcool.

Laringite Crônica

Diferentemente da laringite aguda, esse quadro se estende por semanas e necessita de um maior cuidado - casos graves da doença podem provocar lesões e tumores nas cordas vocais.

Causas da laringite crônica

A laringite crônica é aquela que persiste por semanas e geralmente tem como causa fatores contínuos de irritação. Algumas das possíveis causas são:

  • - Uso excessivo de álcool;
  • - Fumar;
  • - Refluxo gastroesofágico;
  • - Reações alérgicas (laringite alérgica);
  • - Sinusite crônica;
  • - Uso excessivo e constante da voz;
  • - Doenças autoimunes (como a artrite reumatoide);
  • - Infecções bacterianas ou fúngicas;
  • - Infecções por parasitas.

Em casos de rouquidão crônica, a laringite pode ser somente um sintoma de doenças mais graves, como o câncer.

Tratamento da laringite crônica

Se os sintomas persistirem por mais tempo significa que a laringite é crônica. Nesse caso, o tratamento deverá ser definido pelo médico de acordo com a causa da doença.

Entre os possíveis tratamentos estão o treinamento da fala, radioterapia e até mesmo uma intervenção cirúrgica.

Laringite por refluxo

As doenças do refluxo gastroesofágico podem provocar a laringite. Isso acontece devido a subida constante de conteúdo gástrico pela laringe, deixando-a irritada.

Causas da laringite por refluxo

Pessoas que sofrem com doenças de refluxo gastroesofágico podem facilmente desenvolver uma laringite. Os fatores mais comuns que levam a essa doença são hábitos alimentares inadequados, como ingerir líquidos durante as refeições ou deitar-se logo após se alimentar.

Laringite estridulosa / Laringite infantil

Provocada por infecção viral, a laringite estridulosa costuma atingir crianças de até três anos de idade, especialmente no período entre outono e inverno. Em geral, a doença causa tosse seca e dificuldade respiratória. Apesar dos sintomas parecerem preocupantes, eles tendem a desaparecer em poucos dias.

Causas da laringite estridulosa

A laringite em crianças costuma se originar a partir de um resfriado ou gripe. Em situações menos comuns, a doença pode ser provocada por alergias respiratórias, infecção das vias aéreas ou refluxo.

Grupos de Risco

Qualquer pessoa pode desenvolver uma laringite, especialmente aquelas que já apresentam uma infecção nas vias respiratórias. Entretanto, alguns grupos estão mais propensos a contrair a doença:

  • - Fumantes;
  • - Profissionais que usam bastante a voz (cantores, professores);
  • - Pessoas com doenças do refluxo gastroesofágico;
  • - Pessoas alérgicas.

As crianças com idade entre seis meses e três anos, particularmente, têm mais chance de apresentar um quadro de laringite estridulosa.

Sintomas da laringite

Na maioria da vezes, os sintomas da laringite duram menos de uma semana - salvo em casos crônicos. Além da rouquidão, o paciente pode apresentar:

  • - Tosse seca;
  • - Tosse ladrante (tosse semelhante à um latido de cachorro, que costuma as crianças);
  • - Dor de garganta;
  • - Perda total ou parcial da voz;
  • - Febre baixa;
  • - Garganta seca;
  • - Dificuldade para engolir;
  • - Glândulas inchadas;
  • - Sensação de caroço no pescoço.

Nos casos de laringite estridulosa, podem surgir ainda a obstrução das vias respiratórias e dificuldade de respirar.

Quando devo procurar um médico?

Os sintomas mais comuns da laringite não costumam ser preocupantes. Por esse motivo, apenas o repouso e alguns cuidados em casa são suficientes para um tratamento eficaz. Entretanto, você deve procurar um médico caso os sintomas da laringite durem mais de duas semanas ou sempre que apresentar:

  • - Dificuldade para respirar;
  • - Tossir sangue;
  • - Febre constante;
  • - Dor crescente;
  • - Dificuldade para engolir.

 Em quadros de laringite infantil, busque imediatamente ajuda médica quando a criança apresentar:

  • - Barulho ao respirar (estridor laríngeo);
  • - Febre acima de 39 graus;
  • - Excesso de baba;
  • - Dificuldade para engolir;
  • - Dificuldade para respirar.

Qual a diferença entre laringite e faringite?

A diferença principal entre as duas doenças está nos sintomas. Apesar da dor de garganta, do pigarro e da irritação serem comuns em ambos os casos, a rouquidão da voz é resultado da laringite. De qualquer maneira, é importante sempre consultar um médico para realizar o diagnóstico correto.

Como a laringite é diagnosticada?

O diagnóstico de laringite pode ser feito por um otorrinolaringologista, pediatra ou clínico geral. O profissional de saúde levará em conta principalmente os sinais de alterações de voz e a dor de garganta.

Durante a consulta é provável que o médico realize um exame físico na região do pescoço para verificar a presença de caroços, além de examinar o fundo da garganta em busca de sinais de vermelhidão ou inflamação.

Em situações de causa não aparente, o médico também poderá solicitar alguns exames complementares.

Quais exames podem detectar a laringite?

Além dos exames físicos, o médico poderá solicitar:

  • - Videolaringoscopia: exame realizado pelo otorrinolaringologista, em que um sistema de vídeo filma a região de base da língua até a laringe. Assim, o médico pode verificar o movimento de suas cordas vocais enquanto fala.     
  • - Biópsia: análise de amostra de tecido nos casos em que o médico identifica algo suspeito.
  • - Radiografia: exame de raio-x do pescoço para verificar a presença de caroços.

Tratamento

Na maioria das vezes, os sintomas da doença devem desaparecer espontaneamente em menos de uma semana. Em casos mais graves pode ser receitado o uso de antibiótico (quando existe uma infecção bacteriana) ou corticoides. Ao detectar nódulos na laringe, o médico também poderá solicitar uma intervenção cirúrgica. O importante é identificar a causa para que haja um tratamento eficaz.

Veja a seguir como tratar a laringite.

Tratamento caseiro para laringite

Você pode adotar alguns comportamentos para que a recuperação seja mais rápida:

  • - Beba bastante líquido para manter as cordas vocais hidratadas;
  • - Faça gargarejos com água morna salgada;    
  • - Use umidificadores e inaladores;
  • - Tome banho de chuveiro com água quente e aspire vapor.

O que não fazer

  • - Evite descongestionantes - eles podem deixar sua garganta ainda mais seca;
  • - Evite algumas ervas que são utilizadas para combater a dor de garganta, como o alcaçuz - elas podem interagir com alguns medicamentos. Procure ajuda médica antes de tomá-las. 

Medicamentos para laringite

Os medicamentos mais comumente indicados no tratamento da laringite são:

Atenção!

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas neste site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Alguns medicamentos utilizados dependem da causa da doença. Em casos desenvolvidos por reações alérgicas, por exemplo, o tratamento é feito com o uso de anti-histamínicos.

Nos casos de laringite em crianças, é importante não fazer o uso do xarope, já que a tosse decorrente dessa doença não pode ser aliviada com esse tipo de medicamento. 

Complicações

Com o tratamento adequado, a laringite não costuma apresentar graves complicações. Porém, em casos de infecção, é importante tratar rapidamente a doença para evitar que ela se desenvolva em outros órgãos do trato respiratório.

Na laringite em crianças também é recomendado uma atenção especial, pois o surgimento de febre alta e a dificuldade para engolir e respirar podem indicar uma inflamação da epiglote.

Como prevenir a laringite?

A melhor forma de prevenir uma laringite é evitar o ressecamento e a irritação das cordas vocais. Para isso é preciso:

  • - Não fumar cigarro e manter-se longe da fumaça;
  • - Evitar o excesso de álcool e cafeína - essas substâncias causam desidratação;
  • - Beber muita água;
  • - Evitar alimentos picantes – eles podem provocar refluxo gastroesofágico;
  • - Incluir fibras, frutas e legumes na dieta – as vitaminas desses alimentos ajudam a manter a saúde da garganta;
  • - Evitar limpar a garganta – isso causa irritação e pode aumentar o inchaço das cordas vocais.
  • - Evitar infecções das vias respiratórias superiores, lavando as mãos frequentemente e evitando o contato com pessoas gripadas ou resfriadas.

Com o diagnóstico e tratamento adequado, a laringite não é uma doença preocupante. Fique atento aos sintomas e faça sempre a prevenção para evitar qualquer problema na voz. Compartilhe essa informação com os amigos e familiares!

Referências

http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/375160/como+sao+as+laringites.htm
http://www.blog.saude.gov.br/index.php/35389-especial-otorrino-faringite-e-laringite
http://www.ipo.com.br/ipo/saude-ipo-laringe.php
http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/laryngitis/basics/definition/con-20021565
http://www.webmd.com/cold-and-flu/largyngitis
http://www.msdmanuals.com/pt/casa/doen%C3%A7as-dos-ouvidos,-nariz-e-garganta/doen%C3%A7as-da-boca-e-da-garganta/laringite
http://www.mdsaude.com/2013/04/laringite-sintomas-e-tratamento.html
http://brasil.babycenter.com/a3400374/laringite-em-crian%C3%A7as

© 2017 Consulta remédios. Todos os direitos reservados.

Receba nossos conteúdos diretamente em seu email

Ao concluir você aceita a nossa Política de Privacidade

Produtos relacionados

Comentários