Luxação: o que é, causas, tratamentos, prevenção e mais

Publicado na categoria Problemas de Saúde em 16 de Maio de 2016 | Por Rafaela

O que é Luxação

A luxação é o deslocamento de um ou mais ossos de uma articulação e acontece quando uma força atua direta ou indiretamente sobre o nosso corpo. Em termos médicos, é definida como perda do contato articular, isto é, a separação de dois ossos que costumam estar interligados através da cartilagem.

Quando o deslocamento entre os ossos é parcial e alguma parte de cada superfície está em contato com a outra, é chamada de sub-luxação. A luxação pode, algumas vezes, estar relacionada com uma fratura de um osso, o que a confunde com entorse ou contusão. Para não haver mais dúvidas, explicamos sucintamente o que é cada uma das três condições abaixo:

  • - Luxação: deslocamento do osso.
  • - Entorse: lesão ocasionada pelo excesso de movimento de uma articulação.
  • - Contusão: lesão em alguma região do corpo (ex: músculos).

Índice

  1. Tipos de Luxação
  2. Articulações mais comuns de sofrerem Luxação
  3. Quais são os grupos de risco da Luxação
  4. As causas da Luxação
  5. Os sintomas da Luxação
  6. Qual o diagnóstico para a Luxação
  7. Como é o tratamento para a Luxação
  8. Primeiros socorros para casos de Luxação
  9. As complicações da Luxação
  10. Como me prevenir da Luxação

Tipos de Luxação

A luxação pode ocorrer em dois tipos: completa ou incompleta.

Luxação Completa 

É chamada de luxação completa aquela em que os ossos que constituem uma articulação se desunem por completo.

Luxação Incompleta 

Também chamada de sub-luxação, a luxação incompleta é, como explicado no início do artigo, o deslocamento de ossos que ocorre de forma reduzida, onde os ossos não se separam completamente.

Articulações mais comuns de sofrerem Luxação

Por mais que qualquer articulação esteja vulnerável a uma luxação, há algumas partes do corpo que a condição é mais recorrente, tais como:

  • - Ombro;
  • - Quadril;
  • - Joelho;
  • - Fêmur;
  • - Cotovelo;
  • - Tornozelo;
  • - Dedos.

Ainda não há muitos dados estatísticos sobre a ocorrência da luxação, mas alguns estudos apontam que a luxação no ombro é a mais comum, atingindo cerca de 1,5% a 2% na população em geral e 7% nos atletas.

Relacionado: Lesões no joelho são mais comuns entre esportistas

Quais são os grupos de risco da Luxação 

É importante estar ciente de que a luxação pode ocorrer em qualquer pessoa, mas assim como em qualquer situação, ela também apresenta alguns grupos de risco e você confere quais são abaixo.

  • - Atletas;
  • - Idosos;
  • - Pessoas com artrite reumatoide;
  • - Bebês e crianças;
  • - Pessoas portadoras de deficiências congênitas, como a Síndrome de Ehlers-Danlos.

As causas da Luxação 

São vários os acontecimentos que podem causar uma luxação em nosso corpo:

  • - Traumatismo direto ou indireto;
  • - Quedas;
  • - Fratura;
  • - Lesão congênita;
  • - Frouxidão ligamentar, capsular ou muscular gerada por doenças crônicas.

Independente de qual for a causa, a luxação pode causar algumas consequências em outras partes do corpo, como rompimento de tendões, que devem ser tratados posteriormente com fisioterapia.

Os sintomas da Luxação

Na maioria das vezes, quando a luxação acontece, você é capaz de identificar o deslocamento do osso no corpo e, além disso, a dor ocorre tão imediata quanto o deslocamento. Há alguns outros sintomas, porém, que também estão interligados com a luxação:

  • - Perda de movimento;
  • - Dor durante o movimento;
  • - Dormência ao redor da área traumatizada;
  • - Sensação de formigamento.

Qual o diagnóstico para a Luxação

Apesar do exame clínico realizado pelo médico já ser determinante para o diagnóstico da luxação, ele não consegue ter precisão do local lesionado. Para tanto, é necessário a realização de um raio-x para que a confirmação seja feita. Além dessa confirmação, o procedimento pode identificar também se houve ou não uma fratura no momento em que o trauma ocorreu.

Em casos de luxação congênita no quadril, outras medidas podem ser tomadas, como o diagnóstico precoce em recém-nascidos, o qual abrange duas manobras:

  • - Manobra de Ortolani: sensação tátil de quando se faz a separação das coxas através de uma flexão de joelho e quadril.
  • - Manobra de Barlow: determinante para saber se há instabilidade no quadril da criança e consiste em provocar ativamente o deslocamento do fêmur na lateral do corpo.

Além dessas medidas, o médico pode solicitar posteriormente uma ressonância magnética e uma tomografia para identificar se a luxação causou algum dano em músculos ou ligamentos.

Como é o tratamento para a Luxação

O tratamento para a luxação precisa ser, impreterivelmente, com um médico e nós explicamos o porquê.

O processo é doloroso e baseia-se em recolocar o osso no local de origem. Na maioria das vezes, o paciente está sob efeito de analgésicos ou anestesia local durante o procedimento. Dependendo do caso da luxação, ela pode demandar intervenção cirúrgica. Esse processo da realocação da articulação precisa ser feito o quanto antes, pois quando deslocada, pode comprometer o suprimento sanguíneo do organismo.

Após essa parte, é necessário que o paciente tenha a articulação enfaixada e imobilizada, para ter uma melhor cicatrização e evitar outras possíveis luxações. Durante o tempo de recuperação, que varia de acordo com o grau da luxação, alguns medicamentos são prescritos pelo médico para que o paciente possa suportar a dor. Esses medicamentos são, normalmente, analgésicos ou anti-inflamatórios não esteróides, tais como:

Quando a articulação está recuperada, é recomendado que o paciente faça algumas sessões de fisioterapia, para que a recuperação completa dos movimentos seja realizada.

Remédios naturais para o tratamento da Luxação

Algumas medicações homeopáticas ou a base de plantas anti-inflamatórias são indicadas ao paciente, de acordo com a sua situação clínica. Antes de fazer o uso delas, é sempre bom perguntar ao seu médico se é bom para o seu quadro.

Homeopatia para Luxação

  • - Arnica montana 6CH;
  • - Ruta graveolens 6CH;
  • - Rhus toxicodendron 6 CH.

Fitoterapia para Luxação 

  • - Casca de janaúba;
  • - Compressa de arnica;
  • - Aplicação (com gaze) do látex extraído dos ramos e das folhas do pinhão-manso;
  • - Chá de mangaba.

Primeiros socorros para casos de Luxação

Ao constatar qualquer caso de luxação, seja em você ou em um conhecido, atente-se aos primeiros socorros que você precisa fazer:

  1. Chame uma ambulância e providencie o devido socorro médico.
  2. Imobilize o local afetado para que nenhuma complicação adicional possa ocorrer.
  3. Não tente recolocar o osso no lugar original, pois, como já explicado, o processo requer um atendimento médico.
  4. Evite que o paciente ingira algum alimento, pois se o processo requerer anestesia, o jejum é necessário.

As complicações da Luxação

Muitas vezes, a luxação está associada a uma fratura, o que acaba dificultando a recuperação do paciente. Além disso, outras complicações causadas pela luxação podem ocorrer:

  • - Lesão de nervos, como o nervo ciático;
  • - Complicações vasculares;
  • - Rigidez;
  • - Osteoporose, caso a luxação danifique superfícies articulares;
  • - Danos em órgãos internos e partes moles, por conta do deslocamento de um osso;
  • - Reaparecimento de luxações, caso a primeira não receba o tratamento adequado.

Relacionado: As dúvidas mais comuns sobre osteoporose

Como me prevenir da Luxação

Você pode prevenir que a luxação ocorra se praticar alguns comportamentos, como os descritos abaixo:

  • - Use o corrimão sempre que subir e/ou descer escadas;
  • - Mantenha um kit de primeiros socorros ao alcance;
  • - Use tapetes antiderrapantes em locais molhados, como banheiro;
  • - Se tiver crianças e/ou idosos em casa, supervisione-os sempre para evitar quedas;
  • - Use equipamentos e roupas adequadas na prática de exercícios físicos;
  • - Evite ficar em pé por muito tempo sobre itens instáveis, como cadeiras.

A propagação dessas informações é super importante, pois só assim podemos evitar cada vez mais que casos de luxação sejam recorrentes. Ao contrário de muitas condições, essa condição pode ter cura completa se receber o devido tratamento médico.

Referências

https://pt.wikipedia.org/wiki/Luxa%C3%A7%C3%A3o
http://maurogracitelli.com/blog/luxacao-do-cotovelo
http://www.criasaude.com.br/N5179/doencas/luxacao.html
http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/294560/o+que+sao+luxacoes.htm
http://www.tuasaude.com/luxacao/
http://www.healthline.com/health/dislocation

© 2017 Consulta remédios. Todos os direitos reservados.

Receba nossos conteúdos diretamente em seu email

Ao concluir você aceita a nossa Política de Privacidade

Comentários