Encontre lojas que entregam na sua região

Inellare

7 apresentações
A partir de R$
9,70
Offer highlight

Encontre o menor preço de Inellare

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
zero açúcar 60 tabletes
Inellare

zero açúcar 60 tabletes

MS 0PL Produto Liberado
Carregando ofertas...
Offer highlight

Encontre o menor preço de Inellare

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
30 tabletes mastigáveis
Inellare

30 tabletes mastigáveis

MS 0PL Produto Liberado
Carregando ofertas...
Offer highlight

Encontre o menor preço de Inellare

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
60 tabletes mastigáveis
Inellare

60 tabletes mastigáveis

MS 0PL Produto Liberado
Carregando ofertas...
Offer highlight

Encontre o menor preço de Inellare

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
zero açúcar 30 tabletes
Inellare

zero açúcar 30 tabletes

MS 0PL Produto Liberado
Carregando ofertas...
Offer highlight

Encontre o menor preço de Inellare

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
zero acucar 90 tablets sb chocolate
Inellare

zero acucar 90 tablets sb chocolate

MS 0PL Produto Liberado
Offer highlight

Encontre o menor preço de Inellare

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
60 tablets sb caramelo
Inellare

60 tablets sb caramelo

MS 0PL Produto Liberado
Offer highlight

Encontre o menor preço de Inellare

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
Carregando ofertas...

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Bula do Inellare

Inellare é um suplemento alimentar a base de cálcio e vitamina D que contribui para o alcance da ingestão das doses necessárias para a prevenção da osteoporose. Seguindo a orientação médica de 2 tabletes diariamente, 80% das necessidades são supridas.

CÁLCIO

O cálcio é um elemento essencial no corpo humano, desde o nascimento a ingestão correta deste nutriente vai determinar uma boa formação do esqueleto e da dentição. É recomendável a ingestão de 800 mg de cálcio por dia, quantidade exata presente em um litro de leite de vaca, que pode ser qualquer tipo, integral ou desnatado.

Os valores de cálcio recomendados podem aumentar em função da idade e da condição da massa óssea. Para mulheres a partir dos 50 anos e para homens acima de 65 anos, a dose recomen- dada varia entre 1200 mg e 1500 mg por dia.

Estudos nutricionais revelam que, em média, a alimentação diária da população contém entre 600 mg e 800 mg de cálcio, quantidade abaixo do necessário. A suplementação pode ser conveniente para alcançar esses níveis de consumos quando existe a dificuldade de ingestão de toda a quantidade, quando não se tolera o leite ou mesmo quando não se aprecia o leite e seus derivados.

VITAMINA D

A vitamina D é essencial para manter saudável a estrutura do esqueleto e melhorar a absorção de cálcio. A insuficiência dessa vitamina na dieta é um grande problema entre os idosos, especialmente pela falta de exposição solar. Por isso, por mais que a pessoa tome cálcio, não assegura que passe o suficiente para a circulação. A necessidade só é suprida quando se suplementa o cálcio na quantidade adequada associada à ingestão de vitamina D.

A ingestão de cálcio não deve ultrapassar as doses recomendadas, pois, o excesso de cálcio está associado ao aumento de doenças cardiovasculares.

Inellare é um suplemento alimentar a base de cálcio e vitamina D que contribui para o alcance da ingestão das doses necessárias para a prevenção da osteoporose. Se o seu consumo alimentar já for alto, 1 tablete ao dia atenderá a 40% da sua necessidade, caso a ingestão seja baixa, 2 tabletes diariamente, 80% das necessidades serão atendidas.

Converse com seu médico.

Existem dois grupos de risco para manifestação da osteoporose:

Individuais e Ambientais (ambiente em que a pessoa vive).

Os fatores de riscos individuais incluem-se o histórico de familiares com casos de osteoporose ou fratura de quadril, raça branca ou asiática, indivíduos magros, baixa estatura, menopausa precoce sem reposição hormonal, sedentarismo, baixa ingestão de cálcio, dieta rica em fibras, proteínas e sódio que diminuem a absorção de cálcio, pouca exposição à luz solar, tabagismo, consumo de álcool, uso de corticóides cronicamente.

Entre os fatores de riscos ambientais incluem-se situações que facilitem a queda, principal causa de fraturas, como por exemplo: tapetes na casa, pisos escorregadios, baixa iluminação, uso de sedativos, calçados inapropriados, defeitos na visão.

MENOPAUSA

Por volta dos 48 anos, período em que a mulher entra na menopausa (fase em que terminam as menstruações) há uma queda significativa no nível do hormônio estrógeno, responsável por proteger os ossos. Essa redução tem impacto direto nos ossos das mulheres que perdem a proteção natural que tinham antes da menopausa. Por isso nesse período a saúde óssea da mulher requer atenção médica especial, pois o risco de fratura aumenta em 50% por causa da osteoporose.

A incidência de reações adversas é baixa. Em casos raros, podem ocorrer distúrbios gastrintestinais leves. O uso prolongado de cálcio, principalmente em idosos, pode provocar constipação intestinal (prisão de ventre).

A ingestão excessiva de vitamina D3 causa o desenvolvimento de hipercalcemia e seus efeitos associados incluindo hipercalciúria, calcificação ectópica e dano cardiovascular e renal. É conhecido que a suplementação da dieta com vitamina D3 pode ser prejudicial para pessoas que já recebem ingestão adequada por meio da própria dieta alimentar e da exposição à luz solar, visto que a diferença entre as concentrações terapêutica e tóxica é relativamente pequena.

Na hipervitaminose D, têm sido relatados casos de secura da boca, dor de cabeça, polidípsia, poliúria, perda de apetite, náuseas, vômitos, fadiga, sensação de fraqueza, aumento da pressão arterial, dor muscular e prurido.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

A administração simultânea com medicamentos que contenham ferro, etidronato, fenitoína ou tetraciclinas deve ser evitada, pois a absorção dos mesmos é prejudicada. Nestes casos, os medicamentos devem ser ingeridos obedecendo-se um intervalo de tempo de pelo menos 2-3 horas.

Pacientes em uso destes medicamentos devem ter suas doses ajustadas ou interromper o uso de Cálcio + Vitamina D (substâncias ativas). A concentração sérica de cálcio pode ser levada acima do normal quando Cálcio + Vitamina D (substâncias ativas) for administrado juntamente com bloqueadores do canal de cálcio (por exemplo, verapamil), reduzindo assim a resposta a estes medicamentos. Quando estrógenos são prescritos juntamente com Cálcio + Vitamina D (substâncias ativas) para tratamento da osteoporose, a absorção de cálcio pode estar aumentada, constituindo uma vantagem terapêutica. O risco potencial de hiperfosfatemia é aumentado quando Cálcio + Vitamina D (substâncias ativas) é utilizado com preparações contendo doses elevadas de fósforo. Alguns antiepilépticos (ex.: carbamazepina, fenobarbital, fenitoína e primidona) podem aumentar a necessidade de vitamina D3.

O uso concomitante de Cálcio + Vitamina D (substâncias ativas) com outros produtos contendo vitamina D3 não é recomendado devido ao efeito aditivo e aumento do potencial tóxico. Antiácidos que contenham magnésio quando usados concomitantemente com vitamina D3 podem resultar em hipermagnesemia, especialmente na presença de insuficiência renal crônica. Os anticonvulsionantes e os barbitúricos podem acelerar a metabolização de vitamina D3, reduzindo a sua eficácia.

 A absorção intestinal de cálcio também pode ser reduzida pela ingestão simultânea de certos alimentos (espinafre, ruibarbo, farelo de trigo e outros cereais).

O uso excessivo e prolongado de suplementos de cálcio com leite ou derivados deve ser evitado. O consumo excessivo de álcool, cafeína ou tabaco pode reduzir a quantidade de cálcio absorvida. Em pacientes digitalizados, altas doses de cálcio podem aumentar o risco de arritmias cardíacas. Preparações que contenham cálcio em dose elevada ou diuréticos tiazídicos aumentam o risco de hipercalcemia se administrados juntamente com Cálcio + Vitamina D (substâncias ativas). Nestes casos, é aconselhado a monitorização das concentrações séricas de cálcio. Os sais de cálcio podem reduzir a absorção de diversas substâncias, tais como bifosfonatos (alendronato, tiludronato), fluoretos, fluoroquinolonas, entre outras.

Resultados de eficácia

O cálcio e a vitamina D possuem eficácia comprovada atuando na prevenção e tratamento auxiliar da desmineralização óssea e como complemento das necessidades orgânicas de cálcio em estados deficientes, como osteomalácia e raquitismo e para tratamento de hipocalcemia. A eficácia clínica do fosfato de cálcio tribásico foi demonstrada em estudo publicado na revista New England Journal of Medicine com 3.270 mulheres controlado por placebo. No grupo de 1.634 mulheres, com idade média de 84 anos que recebeu a dose diária de 1,2g de fosfato de cálcio tribásico, houve uma redução significativa de 43% das fraturas de quadril e 32% do número total de fraturas não vertebrais.

Características farmacológicas

Quando carências de vitaminas e/ou minerais acometem o homem, é necessária correção mediante administração correta de certas substâncias, como por exemplo, cálcio e vitamina D3. Portanto, os suplementos podem ser utilizados se a dieta diária do paciente não fornecer estas substâncias em quantidade suficiente. Cálcio + Vitamina D (substâncias ativas) possui em sua composição fosfato de cálcio na forma tribásica e colecalciferol (vitamina D3). O fosfato de cálcio é uma fonte complementar de cálcio, sua ação se completa com a presença de vitamina D3.

O cálcio é essencial em muitos processos do organismo humano. É fundamental para o crescimento, manutenção de funções do organismo, entre outras. Este mineral exerce várias funções reguladoras, por exemplo, contração e relaxamento muscular, coagulação do sangue, transmissão dos impulsos nervosos, ativação de reações enzimáticas e estimulação da secreção hormonal. Para que estas funções se realizem, é necessário que o nível de cálcio ionizado no sangue se mantenha num patamar preestabelecido. Se houver deficiência desse mineral na dieta o organismo tende a manter seus níveis sanguíneos de três formas: diminuindo a excreção, aumentando a absorção e/ou retirando dos ossos.

O esqueleto contém 99% do total de cálcio corporal. Quando existe algum distúrbio no balanço de cálcio às deficiências na dieta ou outras causas, podem ser utilizadas as reservas de cálcio presentes nos ossos para atender as necessidades mais vitais do organismo. Assim, pode-se distinguir: raquitismo primário, osteomalácia nutricional (raquitismo), má absorção intestinal, diarreia grave intratável, osteoporose, hipoparatiroidismo. Portanto, a mineralização normal dos ossos depende da quantidade total de cálcio no organismo.

A vitamina D3 é considerada uma vitamina antirraquítica, indispensável para o metabolismo de cálcio, constituintes básicos da estrutura óssea. Ela aumenta consideravelmente a absorção de cálcio, propiciando o seu depósito adequado nas áreas de calcificação óssea e dentária. Em fases de crescimento, a ausência de vitamina D3 pode desenvolver o raquitismo, que é caracterizado por deformidades do esqueleto devido a uma ossificação inadequada. A vitamina D3 também é utilizada terapeuticamente na prevenção e tratamento de osteoporose. Pacientes com quantidade de vitamina D3 deficiente ou limítrofe necessitam de suplementação de suplementação desta, que pode melhorar a absorção intestinal de cálcio, suprimir a remodelagem do osso e melhorar a massa óssea nestes indivíduos.

Estabelecer hábitos saudáveis que incluem alimentação adequada e atividades físicas contribuirão para uma melhor saúde óssea, além de muitos outros benefícios conhecidos.

ache.com.br

Informações Profissionais

Fabricante

Aché

Tipo do Medicamento

Outros

Necessita de Receita

Não, Isento de Prescrição Médica

Princípio Ativo

Cálcio + Vitamina D

Categoria do Medicamento

Vitaminas e Minerais

Especialidades

Nutricionista


Publicidade