Neuleptil (C1)

Ofertas a partir de R$6,39em 4 farmácias

Bula

Em casos de psicose de longa evolução, delírio crônico, esquizofrenia e distúrbios do comportamento com agressividade.

Crianças
Distúrbio de comportamento agressivo: Dividir em duas ou três doses 1mg/idade. (Ex: 2mg – 2 ano 5mg- 5 anos).

Adultos
Distúrbio de comportamento agressivo: Dividir em duas ou três doses de 10 até 60mg/dia.

Psicoses de longa evolução: De 100 até 200mg/dia Em duas ou três doses Depois diminuir para 50 até 100mg.

- Pacientes em coma.
- Pacientes com depressão da medula óssea.
- Pacientes com doença cardiovascular grave e doença cerebrovascular.
- Idosos e outros com hipersensibilidade a fenotiazina.
- Pacientes com discrasia sanguínea, depressão do SNC ou dano no cérebro.
- Lactantes e gestantes.

Boca seca, alterações no sangue, sonolência, sensibilidade à luz, retenção de urina, constipação intestinal, amenorreia, escoamento de leite pelas mamas (hiperprolactinemia), dificuldade de movimentação, cor amarelada nos olhos ou na pele, reações extrapiramidais, queda de pressão ao levantar, aumento das mamas e falta de desejo sexual.

Diminuição de cálcio no sangue, dermatose, doença respiratória, glaucoma, síndrome de Reye, encefalite, glaucoma, hipertrofia prostática, feocromocitoma, epilepsia, inseticida fosforado ou paciente que esteja exposto ao sol por muito tempo, doença respiratória, síndrome de abstinência alcoólica, retenção urinária e trauma craniano.

- Ingerir líquidos e alimentos com fibras.
- Não ficar em locais que haja pesticidas ou inseticidas.
- Mascar chicletes em caso de boca seca.
- Para que não haja hipotermia, não ficar exposto ao frio.
- Não ingerir bebidas alcoólicas.
- Evite banhos muito quentes no verão
- Não se exponha ao sol.
- Usar filtro solar e óculos escuros por conta do risco de fotossensibilidade.
- Procedimentos odontológicos precisam ser avaliados quanto aos medicamentos.

- O princípio ativo pode inibir a ação de levodopa.
- Há risco de depressão do SNC, depressão respiratória e queda de pressão sanguínea com o álcool ou algum depressor do SNC.
- Com antidepressivo tricíclico, fluvoxamina, paroxetina, fluvoxetina e maprotilina a ação pode aumentar ou ser aumentada.
- Há o aumento de risco de arritmias cardíacas com cisaprida, pimozida, procainamida, quinidina, disopiramida e eritromicina.
- O risco de reações extrapiramidais são maiores com medicamentos que causam reações extrapiramidais.
- O risco de choque térmico com álcool é maior.
- A periciazina pode ter a ação diminuída pelo lítio.
- Os sinais de toxicidade da periciazina podem mascarar o lítio.
- Pode haver aumento dos batimentos cardíacos e diminuição da pressão arterial com a epinefrina.
- O risco de queda de pressão é maior com medicamentos hipotensores.
- O risco de agranulocitose é maior com antitireoideano.

Informações Profissionais

  • FABRICANTE

    Sanofi-Aventis

  • TIPO DO MEDICAMENTO

    Referência

  • NECESSITA DE RECEITA

    Sim, C1 Branca 2 vias

  • PRINCÍPIO ATIVO

    Periciazina

  • CATEGORIAS DO MEDICAMENTO

    Antipsicótico

  • CLASSE TERAPÊUTICA

    Antipsicóticos Convencionais

  • ESPECIALIDADES

    Neurologia, Psiquiatria

VEJA MAIS NO CR PRO
Publicidade

CR Saúde

Farmácias e Especialistas

Pergunte ao Farmacêutico

10mg, caixa com 20 comprimidos revestidos
Apresentação selecionada:
10mg, caixa com 20 comprimidos revestidos