Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Olcadil (B1)

15 ofertas
Novartis
Item-1 Princípio ativo: cloxazolam Item-3 Necessita de receita. Item-3 Receita retida. Item-3 B1 Azul.
Publicidade

Indicações: - Distúrbios emocionais, especialmente ansiedade, medo, fobias, tensão, inquietude, astenia e sintomas depressivos.
- Distúrbios comportamentais, especialmente má adaptação social.
- Distúrbios do sono, tais como dificuldade em dormir ou sono interrompido e despertar precoce.
- Sintomas somáticos, funcionais de origem psicogênica, sentimentos de opressão e certos tipos de dores.
- Pré-medicação anestésica.
- Tratamento coadjuvante em psicopatia, retardo mental, psicoses, depressão endógena e psicogênica, distúrbios geriátricos.

Contra-Indicações: Estados comatosos ou depressão severa do sistema nervoso central.
Miastenia grave.
Hipersensibilidade ao componente da fórmula.

Interação: Pode potencializar os efeitos inibidores centrais dos neurolépticos, antidepressivos, ansiolíticos, sedativos, hipnóticos, narcóticos, analgésicos e anti-histamínicos.
Pode aumentar os efeitos depressores do sistema nervoso central com álcool.
Pode ter sua ação diminuída por carbamazepina.
Pode aumentar os riscos de depressão respiratória com clozapina.
Pode ocorrer hipotensão com anti-hipertensivos.
Pode diminuir a ação de levodopa.

Posologia: Dose inicial:
- Pacientes com distúrbios de grau leve ou moderado, 1 a 3 mg ao dia.
- Pacientes com distúrbios de grau moderado ou severo, 2 a 6 mg ao dia.
- As doses poderão ser fracionadas em 2 ou 3 tomadas diárias.
Dose de manutenção:
- Para casos leves, de 2 a 6 mg, e para casos graves, de 6 a 12 mg ao dia, em doses fracionadas.

Classe Terapêutica: Ansiolítico

Categorias: Sistema Nervoso, Calmante e Tranquilizante

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.