Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Digoxina

3 ofertas
Glaxosmithkline
Item-1 Princípio ativo: digoxina Item-3 Necessita de receita. Item-3 Branca comum.
Publicidade

Indicações: Tratamento da insuficiência cardíaca congestiva.
Tratamento de certas arritmias supraventriculares.

Contra-Indicações: Presença de bloqueio cardíaco completo intermitente ou bloqueio átrio-ventricular de segundo grau.
Arritmias causadas por intoxicação por glicosídeos cardíacos.
Pacientes com taquicardia ventricular ou fibrilação ventricular.
Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Interação: Pode ter sua ação diminuída por antiácidos. colestiramina, sulfasalazina.
Pode aumentar os riscos de arritmias cardíacas com succinilcolina, sais de cálcio.
Pode ter aumentado o risco de intoxicação digitálico com diuréticos com perda de potássio, medicamentos que causam diminuição do potássio.
Pode ter sua concentração aumentada por alprazolam, amiodarona, atorvastatina, ciclosporina, claritromicina, eritromicina, espironolactona, indometacina, itraconazol, omeprazol, propafenona, propantelina, quinidina, quinina, tetraciclina.
Pode ter sua concnetração diminuída por metoclopramida, neomicina oral, sucralfato.
Pode ter uma resposta alterada em pacientes que usam hormônios tireoideanos.

Posologia: Adultos e crianças com mais de 10 anos:
- Dose de ataque rápida: 0,75 a 1,5 mg como dose única.
- Dose de ataque lenta: 0,25 a 0,75 mg diariamente por 1 semana.
Neonatos e crianças menores de 10 anos - deve ser administrada em doses divididas:
- Neonatos prematuros < 1,5 kg 25 ƒÊg/kg em 24 horas.
- Neonatos prematuros 1,5 kg a 2,5 kg 30 ƒÊg/kg em 24 horas.
- Neonatos termos ate 2 anos 45 ƒÊg/kg em 24 horas.
- 2 a 5 anos 35 ƒÊg/kg em 24 horas.
- 5 a 10 anos 25 ƒÊg/kg em 24 horas.

Classe Terapêutica: Glicosídeos Cardíacos

Categorias: Circulação, Cardiovascular

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.