Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Cloridrato De Tramadol (A2)

11 ofertas Item-1 Princípio ativo: tramadol Item-2 Medicamento genérico de tramal e tramal retard Item-3 Necessita de receita. Item-3 Receita retida. Item-3 A2 Amarela.
Publicidade

Indicações: Indicado para o alívio da dor de intensidade moderada a grave, do tipo aguda, subaguda e crônica.

Contra-Indicações: Hipersensibilidade a tramadol ou a qualquer componente da fórmula.
Nas intoxicações agudas por álcool, hipnóticos, analgésicos, opióides e outros
psicotrópicos.
Não deve ser utilizado em epilepsia não-controlada.
Não deve ser utilizado para tratamento de abstinência de narcóticos.
Pacientes com insuficiência renal ou hepática grave.
Gravidez e lactação.

Interação: Pode potencializar os efeitos no sistema nervoso central com álcool.
Pode ocorrer diminuição do efeito analgésico (alívio da dor) e da duração da ação
do medicamento com carbamazepina.
O efeito analgésico pode ser reduzido com buprenorfina, nalbufina, pentazocina.
Pode induzir convulsões e aumentar o potencial de ação dos medicamentos
inibidores seletivos da recaptação de serotonina, antidepressivos tricíclicos, neurolépticos e outros medicamentos que diminuem o limiar para crises convulsivas.
Cetoconazol e eritromicina, podem interferir no tratamento.

Posologia: Comprimido revestido:1 a 2 comprimidos, até 4 comprimidos, 2 vezes ao dia.
Cápsulas: 1 a 2 cápsulas, até 8 cápsulas.
Solução oral: 20 gotas, 8 vezes ao dia ou 40 gotas, 4 vezes ao dia. Até 160 gotas.
Solução injetável 50 mg: 1 a 2 ampolas IV ou 1 a 2 ampolas IM.
Solução injetável 100 mg: 1 ampola IV ou IM.

Classe Terapêutica: Analgésico Narcótico

Categorias: Dor e Contusão, Dor

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.