Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Foraseq

36 ofertas
Novartis
Item-1 Princípio ativo: budesonida+formoterol Item-3 Necessita de receita. Item-3 Branca comum.
Publicidade

Indicações: - Formoterol : É indicado para profilaxia e tratamento das broncoconstrições em pacientes com doença obstrutiva reversível das vias aéreas, tais como asma brônquica e bronquite crônica, com ou sem enfisema. Profilaxia de broncoespasmo induzido por alérgenos inalados, ar frio ou exercício
- Budesonida: É indicado para asma brônquica, para controle da inflamação das vias aéreas.

Contra-Indicações: - Hipersensibilidade ao formoterol e/ou a budesonida ou a qualquer um dos componentes da formulação.
- Budesonida é também contra-indicado em pacientes com tuberculose pulmonar ativa.
- Foraseq não é recomendado a crianças com menos de cinco anos de idade.

Interação: Formoterol
- Pode aumentar o risco de arritmias cardíacas com: Quinidina, Fenotiazidas, Anti-histamínicos e Antidepressivos tricíclico
- Pode aumentar seu potencial de causar queda de potássio no sangue com: Xantinas, corticósteroides, diuréticos.

Budesonida: Não teve relatos.

Posologia: Uso Oral
- Para uso em adultos e em crianças a partir de cinco anos de idade. Inalação de 1 a 2 cápsulas (12 - 24 mcg) de formoterol duas vezes ao dia e 1 a 2 cápsulas de budesonida de 200 ou 400 mcg duas vezes ao dia. A cápsula de budesonida deve ser inalada pelo menos1 minuto após a inalação da cápsula de formoterol. Se necessário, 1 - 2 cápsulas de formoterol, adicionalmente às requeridas para terapia de manutenção, podem ser usadas cada dia para o alívio de sintomas. Se a necessidade de dose adicional for mais do que ocasional (ex., em mais de dois dias por semana), nova consulta médica deve ser feita e a terapia reavaliada, já que isso pode indicar uma deterioração da condição subjacente.

Classe Terapêutica: Antiásmaticobroncodilatador

Categorias: Alergia e Infecção, Asma e Bronquite

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.