Logo

Consulta Remédios

Anvisa

Depakene (C1)

4 ofertas
Abbott
Item-1 Princípio ativo: valproato de sodio Item-3 Necessita de receita. Item-3 Receita retida. Item-3 C1 Branca 2 vias.
Publicidade

Indicações: Indicado para o tratamento da epilepsia e convulsões. O tratamento em alguns casos, pode produzir sinais de melhora já nos primeiros dias de tratamento; em outros casos, é necessário um tempo maior para se obterem os efeitos benéficos. Seu médico dará a orientação no seu caso.

Contra-Indicações: Não deve ser administrado a pacientes com doença hepática ou com disfunção hepática significativa. Está contra-indicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida a esta substância e para pacientes com desordens conhecidas no ciclo da uréia. Não deve ser usado em pessoas com alergia ao ácido valpróico ou aos demais componentes da fórmula do produto.

Interação: Os medicamentos que afetam o nível de expressão das enzimas hepáticas, particularmente aqueles que elevam os níveis de glucuronil transferase, podem aumentar a depuração. Por exemplo, fenitoína, carbamazepina e fenobarbital (ou primidona) podem duplicar a depuração.

Posologia: Monoterapia, tratamento adjuvante de convulsões parciais complexas em adultos e pacientes pediátricos até a idade de dez anos, e em convulsões tipo ausência simples e complexa. Como a dose é titulada para cima, as concentrações de fenobarbital, carbamazepina e/ou fenitoína podem ser afetadas. Não foi estudado sistematicamente como tratamento inicial. A dose inicial recomendada é de 10 a 15 mg/kg/dia, podendo ser aumentada, em intervalos semanais, de 5 a 10mg/kg/dia, até que se obtenha o controle

Classe Terapêutica: Anticonvulsivantes

Categorias: Sistema Nervoso, Convulsão e Epilepsia

Feedback-icon
Anvisa

Todas as informações contidas neste site têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

PROCURE UM MÉDICO E O FARMACEUTICO. LEIA A BULA.