Olanzapina

Ofertas

Ofertas
Ordenar por
Filtrar por tipo de medicamento
Visualizar em

Informações do Olanzapina

Descrição

Substância antipsicótica que atua no tratamento de pacientes com esquizofrenia. Disponível em comprimido e comprimido orodispersível.

Indicação

Tratamento de pacientes esquizofrênicos ou com desordem bipolar.

Contra-indicação

- Histórico de sensibilidade aos componentes da fórmula.
- Pacientes com menos de 13 anos de idade.

Tipo de receita

C1 Branca 2 vias

Posologia

Tratamento de esquizofrenia: utilizar entre 5 e 10 mg do medicamento.
Tratamento de pacientes com distúrbio de bipolaridade: utilizar entre 10 e 15 mg do medicamento (única dose). Se necessário é possível aumentar a dosagem para 5 mg a cada dia.

Reações

Aumento do peso e do apetite, sonolência, boca seca, dificuldade de digestão, constipação intestinal.

Riscos

Hipotensão, tontura, fraqueza, mudanças relacionados ao humor do paciente.

Interação medicamentosa

- Os efeitos hipotensores de anti-hipertensivos são maiores.
- Aumenta a sua eliminação: carbamazepina, omeprazol, rifampicina, fumo.
- Aumentam os seus níveis: ciprofloxacino, fluoxetina, fluvoxamina.
- Os efeitos do sistema nervoso central são maiores com álcool e diazepam.
- Pode interferir/cortar o efeito da dopamina e da levodopa.

Cuidados/orientações

- Atenção: não utilizar durante a gravidez.
- Não amamentar.
- Não consumir álcool.
- É necessário cautela ao realizar movimentos (risco de queda de pressão).

Ações da substância

A olanzapina é um medicamento classificado como antipsicótico e que age no Sistema Nervoso Central, propiciando a melhora dos sintomas em pacientes com esquizofrenia e outros transtornos mentais (psicoses), e dos episódios maníacos (euforia) e mistos do transtorno afetivo bipolar. Além disso, nos pacientes com transtorno afetivo bipolar, previne novas fases de mania e depressão.
O mecanismo de ação da olanzapina no tratamento da esquizofrenia e no tratamento de episódios de mania aguda ou mistos do transtorno bipolar é desconhecido.
Quando a olanzapina é utilizada por via oral (pela boca), em doses diárias entre 5 e 20 mg, para o tratamento da esquizofrenia e outras condições relacionadas, ou em doses diárias de pelo menos 15 mg para o tratamento de mania (ou episódios mistos) associada à transtorno bipolar, você e/ou o seu médico podem verificar uma melhora inicial nos sintomas gerais destas condições na primeira semana de tratamento.

Interações alimentícias

A absorção da olanzapina não é afetada por alimentos.

Doenças relacionadas

Esquizofrenia

Especialidades médicas

Psiquiatria

Nomes comerciais

Zyprexa, ZyprexaZydis, Olazofren, Zolix.

CDB (Denominação Comum Brasileira)

06580.