Albendazol

Ofertas

Ofertas
Ordenar por
Filtrar por tipo de medicamento
Visualizar em

Informações do Albendazol

Descrição

Princípio ativo utilizado no tratamento de vermes e parasitas. Age eliminando-os do organismo. Pode ser encontrado em forma de comprimido mastigável.

Indicação

Infestações helmínticas por nematódios e cestódios, taenia solium, taenia saginata.

Contra-indicação

Em casos de hipersensibilidade ao albendazol.

Tipo de receita

Branca Comum

Posologia

Adultos e crianças acima de 2 anos
Infecções gastrintestinais por nematódios (ascaridíase, necaturose, enterobíase, triquiuríase, estrongiloidíase)
Via oral (Dose única): 400 mg. O tratamento pode ser repetido apenas depois de 3 semanas, principalmente em enterobíase.

Infecções por cestódios
Equinococose cistica (E. granulosus)
- Via oral (mais de 60 kg): 400 mg, de 1 a 6 meses, duas vezes ao dia.
- Via oral (menos de 60 kg): 15 mg/kg/dia, de 1 a 6 meses, fracionada em duas doses. Dose máxima: 800 mg/dia.

Neurocisticercose (T. solium)
- Via oral (mais de 60 kg): 400 mg, por 8 a 30 dias, 2 vezes ao dia.
- Via oral (menos de 60 kg): 15 mg/kg/dia, por 8 a 30 dias, fracionada em duas doses ao dia. Dose máxima: 800 mg/dia.
- O processo terapêutico pode ser repetido, se for preciso.

Teniase (T. saginata)
- Via oral (por 3 dias): 400 mg/dia.

Crianças menores de 2 anos
Infecções gastrintestinais por nematódios (ascaridíase, necaturose, enterobíase, triquiuríase, estrongiloidíase)
- Via oral (dose única): 200 mg. O processo pode ser realizado novamente depois de 3 semanas, principalmente em enterobiase.

Infecções por cestódios
Equinsococose cística (E. granulosus)
- Via oral (duas vezes ao dia): 7,5 mg/kg. Máximo de 400 mg/dia.

Teniases (Taenia saginata e T. solium)
- Via oral (uma vez ao dia): 200 mg, durante 3 dias.

Reações

Dor epigástrica, coceira, diarréia, dor de cabeça, náusea, tontura, vômitos, febre, erupções cutâneas, urticária, edema, fadiga, alopecia.

Riscos

Leucopenia, trombocitopenia.

Interação medicamentosa

- Cimetidina potencializa a biodisponibilidade de albendazol.
- Com corticosteróides e praziquantel pode aumentar os níveis plasmáticos do albendazol.

Cuidados/orientações

- Terapia com corticosteróides pode ser necessária em pacientes tratados para neurocisticercose, para que se evitem inflamações causadas por morte dos cisticercos cerebrais.
- Não se deve tomar duas doses simultaneamente.
- Quando em tratamentos prolongados, é necessário monitorar função hepática e toxicidade medular.

Doenças relacionadas

Taenia saginata

Especialidades médicas

Infectologia

Nomes comerciais

Verdazol, Zentel.

CDB (Denominação Comum Brasileira)

00458.