Antidepressivos

Depressão: o que é?

A sensação de tristeza é muito comum e não está necessariamente relacionada com os casos de depressão. Uma das melhores formas de diagnosticar a existência do problema é a partir da identificação dos sintomas característicos da doença. Os mais comuns são: perda de interesse na realização de atividades com envolvimento social (sair com os amigos, trabalhar), mudanças significativas no sono ou na alimentação, aumento da ingestão de bebidas alcoólicas, pensamentos negativos constantes, sensação de cansaço e apatia. Quando o paciente percebe que passa a maior parte do tempo triste e isso afeta as suas atividades diárias é muito possível que ele seja diagnosticado com depressão. Apesar de ser um problema que muitas vezes demora para receber o devido tratamento, com os cuidados necessários é possível melhorar a qualidade de vida e inclusive reverter a situação. Existem diferentes tipos de depressão e independente do seu tipo, é importante procurar ajuda médica o quanto antes, para evitar o agravamento do problema. Os principais são: depressão menor, depressão maior, distimia.

Tratamento

Os medicamentos utilizados no tratamento de pacientes com depressão costumam ajudar no aumento da produção de serotonina, dopamina e norepinefrina (substâncias que ajudam a manter o organismo equilibrado e estimulado) e, consequentemente, proporcionam a sensação de bem-estar. Entenda mais sobre o assunto: - Depressão é a principal causa de suicídios no mundo - Solidão na velhice pode levar à depressão - Depressão na juventude - Problemas de autoestima podem interferir na saúde