Cloridrato De Metoclopramida

Ofertas

Ofertas
Ordenar por
Filtrar por tipo de medicamento
Visualizar em

Informações do Cloridrato De Metoclopramida

Descrição

Antiemético e agente procinético, este cloridrato é indicado para uso sintomático em doença do refluxo gastroesofágico, entre outros.
Seus fármacos podem ser encontrados em comprimido, solução injetável e oral.

Indicação

Náusea, doença do refluxo gastroesofágico, estase da gastroparesia diabética, vômito.

Contra-indicação

Feocromocitoma, hipersensibilidade a metoclopramida, epilepsia e outros distúrbios convulsivos, hemorragia, obstrução mecânica ou perfuração gastrointestinal, uso concomitante de medicamentos com efeitos extrapiramidais.

Tipo de receita

Branca Comum

Posologia

Adultos
Náusea e vômito
- Infusão intravenosa: 1 a 2 mg/kg, de acordo com potencial emético do antineoplásico, meia hora antes da administração do fármaco, sendo refeito a cada 2 a 4 horas. No máximo 4 a 5 administrações diárias.

Doença do refluxo gastroesofágico
- Via oral (4 vezes/dia): 10 a 15 mg, até 12 semanas. Deve ser ingerido meia hora antes de cada refeição e antes de dormir.

Gastroparesia diabética
- Via oral (4 vezes/dia): 10 mg, por 2 a 8 semanas. Deve ser ingerido meia hora antes de cada refeição e antes de dormir.
- Via intramuscular ou intravenosa (4 vezes/dia): 10 mg, por até 10 dias. Deve ser ingerido meia hora antes de cada refeição e antes de dormir.

Idosos
Doença do refluxo gastroesofágico
- Via oral (4 vezes/dia): 5 mg. Deve ser ingerido meia hora antes de cada refeição e antes de dormir. Caso não haja resposta, a dose pode ser aumentada para 10 mg (4 vezes/dia).

Gastroparesia diabética
- Via oral: 5 mg, por 2 a 8 semanas. Deve ser ingerido meia hora antes de cada refeição e antes de dormir. Aumentar para 10 mg, se preciso.

Crianças
Náusea e vômito
- Recém-nascidos (via oral ou intravenosa): 100 μg/kg, a cada 6 a 8 horas
- Até 10 kg (1 mês a 1 ano): 100 μg/kg (máximo 1 mg), 2 vezes ao dia.
- 10 a 14 kg (1 a 3 anos): 1 mg, 2 a 3 vezes ao dia.
- 15 a 19 kg (3 a 5 anos): 2 mg, 2 a 3 vezes ao dia.
- 20 a 29 kg (5 a 9 anos): 2,5 mg, 3 vezes ao dia.
- 30 a 60 kg (9 a 18 anos): 5 mg, 3 vezes ao dia.
- Mais de 60 kg (15 a 18 anos): 10 mg, 3 vezes ao dia.
- Máximo de 500 μg/kg ao dia

Para doença do refluxo gastroesofágico
- Via oral (até 4 vezes ao dia): 0,1 a 0,2 mg/kg/dose, por 12 semanas.

Administração
- A injeção intravenosa deve ser realizada lentamente por 1 a 2 minutos, devido a reações como agitação transitória, sonolência e ansiedade na administração rápida.
- A infusão intravenosa deve ser realizada por, no mínimo, 15 minutos.

Reações

Diarréia, depressão, insônia, dor de cabeça, inquietação, confusão, fadiga, mastodínia.

Riscos

Disritmia cardíaca reversível, hipertensão ou hipotensão, bloqueio atrioventricular, hiperprolactinemia, taquicardia.

Interação medicamentosa

- Aumenta os efeitos de: Antipsicóticos, analgésicos, suxametônio, tiopental, levodopa, ciclosporina, sertralina, linezolida, mivacúrio, tacrolimo.
- Pode haver antagonismo com agentes anticolinérgicos.
- Em ação com digoxina pode haver diminuição do efeito desta.
- Os efeitos depressores sobre SNC podem aumentar com álcool.

Cuidados/orientações

- Deve haver cautela em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal, cirrose, gestantes, lactantes, doença de Parkinson, depressão, discinesia tardia, crianças e adultos jovens.
- Evitar atividades que exijam atenção.
- Não ingerir bebida alcoólica e outros depressores do SNC durante tratamento.
- Principalmente em idosos e crianças pode haver rigidez, tremores, além de outros sinais de transtorno extrapiramidal.

Doenças relacionadas

náuseas

vômitos

refluxo gastroesofágico

Especialidades médicas

Gastroenterologia

Neurologia

Nomes comerciais

Metoclosantisa, Naumetron.

CDB (Denominação Comum Brasileira)

05862.