Solução de Cloreto de Sódio - Isofarma

Sem ofertas no momento

Sem ofertas

200mg/ml, solução injetável, caixa com 200 ampolas com 20ml

EAN 7898361700533
PMC/SP Venda Apenas para Hospitais
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Buscar por tipo

Relacionados ao medicamento Solução de Cloreto de Sódio

Sem ofertas

200mg/ml, solução injetável, caixa com 100 ampolas com 20ml

EAN 7898361700536
PMC/SP Venda Apenas para Hospitais
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Sem ofertas

100mg/ml, solução injetável, caixa com 200 ampolas com 20ml

EAN 7898361700526
PMC/SP Venda Apenas para Hospitais
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Sem ofertas

100mg/ml, solução injetável, caixa com 100 ampolas com 20ml

EAN 7898361700529
PMC/SP Venda Apenas para Hospitais
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Sem ofertas

9mg/ml, solução injetável, caixa com 200 ampolas com 20ml

EAN 7898361700519
PMC/SP Venda Apenas para Hospitais
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Sem ofertas

9mg/ml, solução injetável, caixa com 100 ampolas com 20ml

EAN 7898361700512
PMC/SP Venda Apenas para Hospitais
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Sem ofertas

9 mg/ml sol inj iv cx 50 amp plas inc x 20 ml

EAN 7898361700510
PMC/SP Venda Apenas para Hospitais
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Bula

Em solução injetável (0,9%); reposição hídrica e eletrolítica; hipernatremia com depleção de volume; fluído para irrigações estéreis (bexiga ou olho); ferimento, limpeza geral de pele; reposição eletrolítica; veículo para nebulização; diluente ou veículo para a administração parenteral de fármacos e para manter potência de cateteres e cânulas.

A solução injetável de cloreto de sódio 0,9%, em bolsa com "spike" (agulha plástica), é utilizada como diluente para medicamentos parenterais compatíveis na forma de pó para injeção. A solução injetável de cloreto de sódio 0,9% também pode ser utilizada para o restabelecimento de fluido e eletrólitos, como repositora de água e eletrólitos em caso dealcalose metabólica de grau moderado e em carência de sódio.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO POSOLOGIA O preparo e administração do medicamento devem obedecer à prescrição, precedida de criteriosa avaliação, pelo farmacêutico, da compatibilidade físico-química e da interação que possam ocorrer entre seus componentes Cabe exclusivamente a um médico determinar a dosagem deste medicamento A definição dessa dosagem depende da idade, do peso, das condições clínicas do paciente, do medicamento diluído em solução e das determinações em laboratório A dosagem deve ser adaptada de acordo com as necessidades de líquidos e eletrólitos de cada paciente MODO DE USAR O uso é através de administração intravenosa e individualizada Antes de administrar este medicamento, você deve inspecioná-lo visualmente para observar se há a presença de partículas, turvação na solução, fissuras e quaisquer violações na embalagem que contém a solução Instruções para a abertura da ampola de Isofarma – solução de cloreto de sódio 0,9% Segure a ampola na posição vertical e dê leves batidas na parte superior da ampola Dessa forma, você irá remover a porção de líquido localizada em seu colo Caso fique retida uma pequena quantidade de líquido, isto não prejudicará o volume a ser utilizado (figura 1) Com a ampola na posição vertical, dobre o gargalo para frente (45º) (figura 2) e para trás (45º) (figura3) Segure firmemente o twist-off (aletas laterais) (figura 4) e gire-o no sentido anti-horário (figura 5), até abrir completamente a ampola plástica Insira a seringa a ser utilizada na abertura da ampola plástica (figura 6) Inverta a ampola plástica e retire o seu conteúdo, puxando o êmbolo da seringa adequadamente (figura 7) É comum permanecer um discreto volume de líquido no interior da ampola Quando esvaziada, remova a ampola da seringa, mantendo o seu êmbolo puxado (figura 8) Instruções para a abertura da bolsa de Isofarma – solução de cloreto de sódio 0,9% A Solução é acondicionada em bolsas, em SISTEMA FECHADO, para administração intravenosa usando equipo estéril Atenção: não usar embalagens primárias em conexões em série Tal procedimento pode causar embolia gasosa, devido ao ar residual aspirado da primeira embalagem, antes que a administração de fluido da segunda embalagem seja completada NÃO PERFURAR A EMBALAGEM, POIS HÁ COMPROMETIMENTO DA ESTERILIDADE DO PRODUTO E RISCO DE CONTAMINAÇÃO Verificar se existem vazamentos mínimos comprimindo a embalagem primária com firmeza Se for observado vazamento de solução, descartar a embalagem, pois a sua esterilidade pode estar comprometida Se for necessária medicação suplementar, seguir as instruções descritas a seguir, antes de preparar a solução Cloreto de Sódio 0,9% para administração No preparo e administração das Soluções Parenterais (SP), devem ser seguidas as recomendações da Comissão de Controle de Infecção em Serviços de Saúde quanto: à desinfecção do ambiente e de superfícies, à higienização das mãos, ao uso de EPIs e à desinfecção de bolsas, dos pontos de adição dos medicamentos e das conexões das linhas de infusão 1- Remover o protetor de plástico que envolve a embalagem primária; 2- Fazer assepsia da embalagem primária utilizando álcool 70%; 3- Suspender a bolsa plástica pela alça de sustentação; 4- Conectar o equipo de infusão da solução no acesso de entrada do sítio de conexão com o equipo Consultar as ins - truções de uso do equipo; 5- Administrar a solução, por gotejamento contínuo, conforme prescrição médica Instruções para adição de medicamentos Atenção: Antes da adição de medicamentos, verificar se há incompatibilidade entre o medicamento e a solução e, quando for o caso, se há incompatibilidade entre os medicamentos Apenas as embalagens que possuem dois sítios, um sítio para o equipo e um sítio próprio para administração de medicamentos, poderão permitir a adição de medicamentos nas soluções parenterais Para administração de medicamentos antes da administração da solução parenteral: 1- Preparar o sítio de injeção fazendo sua assepsia com álcool 70%; 2- Utilizar uma seringa com agulha estéril para perfurar o sítio próprio para administração de medicamentos e injetar o medicamento na solução parenteral; 3- Misturar o medicamento completamente na solução parenteral; 4- Pós liofilizados devem ser reconstituídos/suspendidos no diluente estéril e apirogênico adequado antes de ser adicio - nados à solução parenteral Para a administração de medicamentos durante a administração da solução parenteral 1 - Fechar a pinça do equipo de infusão; 2 - Preparar o sítio próprio para administração de medicamentos, fazendo sua assepsia com álcool 70%; 3 - Utilizar seringa com agulha estéril para perfurar o sítio e adicionar o medicamento na solução parenteral; 4 - Misturar o medicamento completamente na solução parenteral; 5 - Prosseguir a administração Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico 7 QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR Se você utilizar este medicamento incorretamente, as seguintes reações adversas podem ocorrer: sensação febril, infecção no ponto de injeção, trombose venosa ou flebite estendida no local de injeção, extravasamento e hipervolemia (sobrecarga de fluido no sangue) As reações adversas gerais incluem: náuseas, vômito, diarréia, cólicas abdominais, redução da lacrimação, taquicardia, hipertensão, falência renal e edema pulmonar Em pacientes com ingestão inadequada de água, a hipernatremia pode causar sintomas respiratórios, como edema pulmonar, embolia ou pneumonia Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento Informe também à empresa através de seu serviço de atendimento 8 O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO Se você utilizar acidentalmente uma dose muito grande deste medicamento, podem ocorrer sobrecarga hídrica (hiper- hidratação) e alteração no balanço eletrolítico (hipernatremia, hipercloremia, hiperosmolaridade e efeitos acidificantes) , portanto você deve procurar um médico ou um centro de intoxicação imediatamente O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações USO RESTRITO A HOSPITAIS VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA MS - 1 5170 0004 Farmacêutico Responsável: Kerusa Gurgel Tamiarana CRF-CE n° 1462 Isofarma Industrial Farmacêutica Ltda Rua Manoel Mavignier, 5000 – Precabura Eusébio – CE – CEP: 61 760-000 CNPJ: 02 281 006/0001-00 Indústria Brasileira SAC 90 (XX) 85 3878 0900 – sac@isofarma com br www isofarma com br Isofarma – Solução de cloreto de sódio Isofarma Industrial Farmacêutica Ltda Solução Injetável 10% - 20% ISOFARMA - SOLUÇÃO DE CLORETO DE SÓDIO 10% - 20% cloreto de sódio

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO POSOLOGIA O preparo e administração do medicamento devem obedecer à prescrição, precedida de criteriosa avaliação, pelo farmacêutico, da compatibilidade físico-química e da interação que possam ocorrer entre seus componentes Cabe exclusivamente a um médico determinar a dosagem deste medicamento A definição dessa dosagem depende da idade, do peso, das condições clínicas do paciente, do medicamento diluído em solução e das determinações em laboratório A dosagem deve ser adaptada de acordo com as necessidades de líquidos e eletrólitos de cada paciente No caso de idosos, crianças, neonatos e outros grupos de risco, este medicamento não apresenta restrição, desde que seja feito monitoramento desses pacientes MODO DE USAR O uso deste medicamento é através da administração intravenosa lenta Antes de administrar este medicamento, você deve inspecioná-lo visualmente para observar se há a presença de partículas, turvação na solução, fissuras e quaisquer violações na embalagem que contém a solução Instruções para a abertura da ampola de Isofarma – solução de cloreto de sódio 10% - 20% Segure a ampola na posição vertical e dê leves batidas na parte superior da ampola Dessa forma, você irá remover a porção de líquido localizada em seu colo Caso fique retida uma pequena quantidade de líquido, isto não prejudicará o volume a ser utilizado (figura 1) Com a ampola na posição vertical, dobre o gargalo para frente (45º) (figura 2) e para trás (45º) (figura3) Segure firmemente o twist-off (aletas laterais) (figura 4) e gire-o no sentido anti-horário (figura 5), até abrir completamente a ampola plástica Insira a seringa a ser utilizada na abertura da ampola plástica (figura 6) Inverta a ampola plástica e retire o seu conteúdo, puxando o êmbolo da seringa adequadamente (figura 7) É comum permanecer um discreto volume de líquido no interior da ampola Quando esvaziada, remova a ampola da seringa, mantendo o seu êmbolo puxado (figura 8) Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico 7 QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR No caso de haver erro de diluição deste medicamento, com infusão de soluções excessivamente concentradas, podem surgir as seguintes reações: aumento da osmolaridade do plasma, sede, agitação, irritabilidade, letargia, tremores, podendo levar a convulsões, além de processo inflamatório da veia utilizada Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento Informe também à empresa através de seu serviço de atendimento 8 O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO Se você utilizar uma dose muito grande deste medicamento acidentalmente, deve procurar um médico ou um centro de intoxicação imediatamente O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações USO RESTRITO A HOSPITAIS VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA MS - 1 5170 0004 Farmacêutico Responsável: Kerusa Gurgel Tamiarana CRF-CE n° 1462 Isofarma Industrial Farmacêutica Ltda Rua Manoel Mavignier, 5000 – Precabura Eusébio – CE – CEP: 61 760-000 CNPJ: 02 281 006/0001-00 Indústria Brasileira SAC 90 (XX) 85 3878 0900 – sac@isofarma com br www isofarma com br Histórico de Alteração da Bula Dados da submissão eletrônica Dados da petição/notificação que altera a bula Dados das alterações de bulas Data do Expediente Nº Expediente Assunto Data do expediente Nº do expediente Assunto Data de Aprovação Itens de bula Versões (VP/VPS)

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO Este medicamento é contra-indicado em casos de hipernatremia (aumento na concentração sérica de sódio no sangue), retenção hídrica e hipercloremia (elevação do nível de cloro no sangue) 4 O QUE DEVO SABER ANTES DE UTILIZAR ESTE MEDICAMENTO Você deve tomar os seguintes cuidados antes de administrar este medicamento: - verificar o prazo de validade; - não utilizá-lo se o recipiente estiver violado e se a solução apresentar turvação; - descartar imediatamente o volume não usado após a abertura da ampola; Este medicamento deve ser usado com cautela em pacientes hipertensos, com insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal grave, edema pulmonar, pré-eclampsia, e obstrução do trato urinário Administrar também cautelosamente em pacientes recebendo corticosteróides, corticotropina ou medicamentos que possam causar retenção de sódio Reduzir o volume e a velocidade da infusão deste medicamento em idosos para evitar a sobrecarga circulatória, especialmente em pacientes com insuficiência cardíaca e renal Realizar periodicamente avaliações clínicas e determinações laboratoriais para monitorar mudanças no balanço de fluido, concentrações eletrolíticas e balanço ácido-base durante a terapia parenteral prolongada, ou sempre que a condição do paciente demonstrar necessidade de tais avaliações Avaliar as características da compatibilidade dos outros medicamentos a serem diluídos ou dissolvidos na solução de cloreto de sódio 0,9% Este medicamento é incompatível com anfotericina B, ocorrendo precipitação dessa substância e com o glucagon Estudos da reprodução animal não demonstraram que as soluções injetáveis de cloreto de sódio 0,9% possam interferir no desenvolvimento fetal, durante a lactação e amamentação Categoria C: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico Pode ser perigoso para a sua saúde 5

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO Você não deve tomar este medicamento diante dos seguintes casos: insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal grave e anúria e condições edematosas com retenção do sódio 4 O QUE DEVO SABER ANTES DE UTILIZAR ESTE MEDICAMENTO Você deve tomar os seguintes cuidados antes de administrar este medicamento: - verificar o prazo de validade; - não utilizá-lo se o recipiente estiver violado e se a solução apresentar turvação; - descartar imediatamente o volume não usado após a abertura da ampola Após observar essas precauções, administrar este medicamento lentamente, evitando assim transvasamento da veia Em pacientes hipertensos, nefropatas e cardiopatas, este medicamento deve ser administrado cautelosamente Alguns medicamentos, especialmente corticosteróides, podem reagir com este produto, aumentando seus efeitos adversos Não é conhecido se a solução de cloreto de sódio 10% - 20% é excretada para o leite materno Categoria C: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico Pode ser perigoso para a sua saúde 5

O  sódio  é  o  principal  cátion  e  o  cloreto  o  principal  ânion  do  fluido  extracelular.  Os  níveis  de  sódio  normalmente  determinam  o  volume  do  fluido  extracelular  e  ele  é  um  importante  regulador  da  osmolaridade,  do  equilíbrio  ácido-base  e  auxilia na  estabilização  do  potencial  de  membrana  das  células.Os  íons  de  sódio  circulam  através  da  membrana  celular  por  meio  de  vários  mecanismos  de  transporte,  dentre  eles  a  bomba de  sódio  (Na+-  K+-  ATPase).

O  sódio  também  desempenha  importante  papel  na  neurotransmissão,  na  eletrofisiologiacardíaca  e  no  metabolismo  renal.O  excesso  de  sódio  é  excretado  principalmente  pelo  rim,  pequenas  porções  pelas  fezes  e  através  da  sudorese.  O  cloreto  de sódio  0,9%  é  fundamental  para  manter  o  equilíbrio  sódio-potássio  e  contribuir  para  a  recuperação  da  manutenção  da  volemia.

Salivação, dor local, cansaço, irritabilidade, fraqueza, sede, tontura, transpiração, dor de cabeça, febre, lacrimação, contração e rigidez muscular.
Acúmulo de sódio, edema e acidose hipercloremica (doses elevadas).

Caso o medicamento não seja utilizado de forma correta, reações adversas podem ocorrer e incluem resposta febril, infecção no ponto de injeção, trombose venosa ou flebite estendida no local de injeção, extravasamento e hipervolemia

As reações adversas gerais incluem náuseas, vômito, diarreia, cólicas abdominais, redução da lacrimação, taquicardia, hipertensão, falência renal e edema pulmonar. Em pacientes com ingestão inadequada de água a hipernatremia pode causar sintomas respiratórios como edema pulmonar, embolia ou pneumonia.

Desidratação cerebral ocasionando sonolência e confusão, evoluindo para convulsões; hipotensão, taquicardia, coma, hipertensão, trombose venosa ou flebite, dificuldade respiratória e morte.

Gravidez: Categoria C.
Estudos da reprodução animal não demonstram que as soluções injetáveis de cloreto de sódio 0,9% possam interferir no
desenvolvimento fetal, durante a lactação e amamentação.

ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA OU DO CIRURGIÃO DENTISTA.

Uso pediátrico, idosos e outros grupos de risco
Em caso de Soluções Parenterais de Grande Volume, podem ser necessários volume e velocidade de infusão reduzidos em pacientes idosos para evitar a sobrecarga circulatória, especialmente em pacientes com insuficiência cardíaca e renal.

- Caso haja infusão intravenosa de cloreto de sódio 0,9% no momento ou depois do processo cirúrgico, pode causar retenção de sódio.
- Deve haver cautela com soluções hipertônicas em pacientes com hiponatremia dilucional aguda grave, para não causar síndrome de desmielinização osmótica.
- É recomendado não haver aumento da concentração plasmática de sódio acima de 10 mmol/l, em um dia.

A solução injetável de cloreto de sódio 0,9% deve ser usada com cautela em pacientes hipertensos, com insuficiência
cardíaca congestiva, insuficiência renal grave, edema pulmonar, pré-eclampsia e obstrução do trato urinário.
Avaliações clínicas e determinações laboratoriais periódicas são necessárias para monitorar mudanças no balanço de
fluido, concentrações eletrolíticas e balanço ácido-base durante a terapia parenteral prolongada, ou sempre que a condi¬
ção do paciente demonstrar necessidade de tais avaliações.

Devem ser tomados cuidados na administração de solução injetável de cloreto de sódio em pacientes recebendo corti-
costeróides, corticotropina ou medicamentos que possam causar retenção de sódio.

Devem ser avaliadas as características da compatibilidade dos outros medicamentos que serão diluídos ou dissolvidos na solução de cloreto de sódio 0,9% Há incompatibilidade desta solução com anfotericina B, ocorrendo precipitação desta substância e com o glucagon Consultar um farmacêutico sempre que necessário Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se está fazendo uso de algum outro medicamento.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você esta fazendo uso de algum outro medicamento.

Informações Profissionais

  • FABRICANTE

    Isofarma

  • TIPO DO MEDICAMENTO

    Genérico

  • NECESSITA DE RECEITA

    Sim, Branca Comum (Restrito a Hospitais)

  • PRINCÍPIO ATIVO

    Cloreto de Sódio

  • CATEGORIAS DO MEDICAMENTO

    Vitaminas e Minerais

  • CLASSE TERAPÊUTICA

    Sal Mineral

  • ESPECIALIDADES

VEJA MAIS NO CR PRO
Publicidade

CR Saúde

Farmácias e Especialistas

Pergunte ao Farmacêutico

200mg/ml, solução injetável, caixa com 200 ampolas com 20ml
Apresentação selecionada:
200mg/ml, solução injetável, caixa com 200 ampolas com 20ml