Encontre lojas que entregam na sua região

Velamox

6 apresentações
A partir de R$
13,89
Veja os genéricos
Offer highlight

Encontre o menor preço de Velamox

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
BD, 400mg/5ml suspensão, frasco com 100ml
Velamox

BD, 400mg/5ml suspensão, frasco com 100ml

MS 1356906230187PMC/PR R$ 30,66
Offer highlight

Encontre o menor preço de Velamox

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
250mg/5ml, suspensão oral, frasco com 150ml
Velamox

250mg/5ml, suspensão oral, frasco com 150ml

MS 1356906230152PMC/PR R$ 15,77
Offer highlight

Encontre o menor preço de Velamox

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
500mg/5ml suspensão, frasco com 150ml
Velamox

500mg/5ml suspensão, frasco com 150ml

MS 1356906230209PMC/PR R$ 32,36
Offer highlight

Encontre o menor preço de Velamox

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
BD, 875mg, caixa com 14 comprimidos
Velamox

BD, 875mg, caixa com 14 comprimidos

MS 1356906230098PMC/PR R$ 42,28
Offer highlight

Encontre o menor preço de Velamox

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
BD, 1g, caixa com 12 comprimidos
Velamox

BD, 1g, caixa com 12 comprimidos

MS 1356906230047PMC/PR R$ 43,00
Carregando ofertas...

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Offer highlight

Encontre o menor preço de Velamox

Digite seu CEP para encontrar todas as farmácias que entregam na sua região.
Lojas que vendem e entregam em: Batel - Curitiba - PR
500mg, caixa com 18 comprimidos
Velamox

500mg, caixa com 18 comprimidos

MS 1356906230020PMC/PR R$ 19,16
Carregando ofertas...

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Bula do Velamox

Velamox é um antibiótico com ação bactericida de amplo espectro, ativo contra bactérias gram-positivas e gram-negativas. É indicado no tratamento de infecções nos pulmões (pneumonia e bronquite), amígdalas (amigdalite), seios da face (sinusite), trato urinário e genital, pele e mucosas e erradicação do Helicobacter pylori.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Velamox (amoxicilina) contém uma penicilina chamada amoxicilina como ingrediente ativo. A amoxicilina pertence ao grupo dos antibióticos penicilânicos. Velamox é usado para o tratamento de uma gama de infecções causadas por bactérias e atua destruindo as bactérias que causam estas infecções.

Este medicamento é contraindicado para pacientes hipersensíveis às penicilinas e às cefalosporinas, em pacientes que apresentem colestase, doença no fígado, enterocolite pseudomembranosa, mononucleose infecciosa.

Velamox não está indicado nas infecções causadas por microrganismos resistentes à amoxicilina (como estafilococos penicilino-resistentes), nas infecções causadas pela Pseudomonas aeruginosa, Rickettsias e vírus.

Velamox, como todos os antibióticos, deve ser usado na dose e frequência recomendadas para obtenção e manutenção de concentrações séricas e teciduais eficazes. O medicamento deve ser administrado por um número de dias adequado à infecção sob tratamento.

Infecção leve a moderada: 1 comprimido de 500mg de 8/8 horas
Infecção moderada a grave: 2 comprimidos de 500mg de 8/8 horas

Pacientes com insuficiência renal:
As doses de amoxicilina devem ser ajustadas de acordo com o grau de insuficiência renal, gravidade da infecção e sensibilidade dos microrganismos. Adultos com grau de filtração glomerular maior que 50 ml/minuto não requerem redução da dosagem. Com grau de filtração glomerular de 10 a 50 ml/minuto, a dose habitual deve ser administrada a intervalos de 8 a 12 horas. Adultos com grau de filtração menor que 10ml/minuto podem receber dose habitual a cada 24 horas.

Para pacientes com TFC> 30ml/min, nenhum ajuste na dosagem é necessário.

Instruções de uso:
Os comprimidos de Velamox podem ser ingeridos com o auxílio de água, leite, suco de frutas, independentemente das refeições e podem ser mastigados antes da deglutição.
Para minimizar uma potencial intolerância gastrintestinal, administre no início de uma refeição.

Os comprimidos de Velamox contém aspartamo.

A duração do tratamento deve ser apropriada para a indicação e não deve exceder 14 dias sem revisão.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Tome a dose assim que se lembrar dela. Entretanto, se estiver próximo o horário da dose seguinte, pule a dose esquecida e continue o tratamento conforme prescrito. Não utilize o dobro da dose para compensar uma dose esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

A amoxicilina só deve ser usada durante a gravidez quando claramente necessária e sob acompanhamento médico. Embora não hajam estudos adequados ou controlados sobre a administração de amoxicilina em gestantes, não foram verificados efeitos adversos para o feto, sendo esta droga recomendada para o tratamento da infecção por clamídia durante a gravidez.

A amoxicilina é excretada no leite materno em pequenas quantidades, podendo causar sensibilização, diarreia no bebê. Portanto, a administração desta droga a lactantes deve ser feita com cautela.

Da mesma forma que os demais derivados penicilínicos, a amoxicilina pode desencadear reações de hipersensibilidade, inclusive anafiláticas, ocorrendo com mais freqüência após a administração parenteral e nos indivíduos com história prévia de hipersensibilidade à penicilina. Pode ocorrer hipersensibilidade cruzada entre amoxicilina e cefalosporinas.

Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): diarreia, dor de cabeça, náuseas, candidíase oral, candidíase vulvovaginal.

Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): dor abdominal com cólicas, reações alérgicas (anafilaxia, rash cutâneo, urticária, dermatite esfoliativa, prurido de pele), hipotensão (pressão baixa), doença do soro, dispnéia (falta de ar).

Reações raras (ocorrem entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): anemia (diminuição dos níveis de hemoglobina na circulação), anemia hemolítica auto-imune, eosinofilia (aumento da concentração de eosinófilos no sangue), agranulocitose (diminuição ou ausência de granulócitos), neutropenia (diminuição no número de neutrófilos circulantes), leucopenia, trombocitopenia, (todas as reações descritas anteriormente são alterações nas células sanguíneas), hipersensibilidade nos vasos sanguineos, cristalúria (cristais na urina), hepatite medicamentosa (desenvolvimento de hepatite pelo uso de medicamentos), eritema multiforme (vermelhidão), inchaço edema facial, reações de hipersensibilidade a droga, nefrite intersticial (problema no rim), deficiência mental, enterocolite pseudomembranosa, Síndrome de Stevens-Johnson (eritema bolhoso, que acomete a pele e as mucosas oral, genital, anal e ocular), necrose epidérmica tóxica (morte das células da pele), agitação, hiperatividade, ansiedade, insônia, vertigem e confusão mental.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Atenção fenilcetonúricos: contém fenilalanina.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

amoxicilina tri-hidratada* - 573,94 mg
excipiente** q.s.p. - 1 comprimido
* equivalente a 500,00 mg de amoxicilina.
**aspartamo, amido, dióxido de silício, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, sacarina sódica, ciclamato de sódio e água purificada.

A amoxicilina tem potencial para efeitos adversos fundamentalmente relacionados às reações de hipersensibilidade, as quais independem da dose. Reações tóxicas, dependentes de doses elevadas, são praticamente desprezíveis. No entanto, a ocorrência de distúrbios gastrintestinais, principalmente diarreia, merece consideração. A interrupção do tratamento corrigirá, em poucas horas, o eventual excesso do medicamento.

Em pacientes com insuficiência renal o risco de superdosagem aumenta. Em situações excepcionais, a amoxicilina poderá ser removida por hemodiálise.

A probenecida reduz a secreção tubular renal da amoxicilina. Portanto, o uso concomitante com amoxicilina pode resultar em níveis maiores e de duração mais prolongada da amoxicilina no sangue.

Assim como outros antibióticos, a amoxicilina pode afetar a flora intestinal, levando a uma menor reabsorção de estrógenos, e reduzir a eficácia de contraceptivos orais combinados.

A administração concomitante de alopurinol durante o tratamento com amoxicilina pode aumentar a probabilidade de reações alérgicas de pele.

Recomenda-se que, na realização de testes para verificação da presença de glicose na urina durante o tratamento com amoxicilina, sejam usados métodos de glicose oxidase enzimática. Devido às altas concentrações urinárias da amoxicilina, leituras falso-positivas são comuns com métodos químicos.

Na literatura, há casos raros de aumento da Razão Normalizada Internacional (RNI) aumentado em pacientes tratados com acenocumarol ou varfarina para os quais é prescrito amoxicilina. Se a coadministração for necessária, o tempo de protrombina ou a Razão Normalizada Internacional (RNI) devem ser cuidadosamente monitorados com a introdução ou retirada do tratamento com amoxicilina.

Não há relatos até o momento. 

Resultado de eficácia

A amoxicilina (80-90mg/kg/dia, em duas doses diárias) é indicada como primeira escolha no tratamento da otite média aguda em estágio inicial. 

Um estudo duplo cego, randomizado demonstrou eficácia clínica em 90% dos pacientes com otite média aguda, quando tratados com amoxicilina nas doses de 40 a 45mg/kg/dia.

No tratamento de rinossinusite bacteriana a amoxicilina demonstrou eficácia clínica em 83 a 88% dos casos. 

Em um estudo conduzido com 389 crianças que apresentavam quadro de faringo-amigdalite causada por Streptococcus Beta-hemolítico, foi obtido cura clínica em 84% dos pacientes tratados com amoxicilina.

A grande maioria das diretrizes que discorrem sobre o tratamento da pneumonia adquirida na comunidade indicam como terapêutica empírica amoxicilina administrada por via oral ou amoxicilina / clavulanato, ou cefuroxima por via intravenosa quando os pacientes necessitam de hospitalização. O Centers for Disease Control Drug-Resistant S. pneumoniae Therapeutic Working Group identificou betalactâmicos orais, incluindo cefuroxima, amoxicilina e amoxicilina / ácido clavulânico como opções apropriadas para a terapia de primeira linha na pneumonia adquirida na comunidade em adultos em tratamento ambulatorial e crianças.

Jain NK et al (1991) realizou um estudo com 38 pacientes com diagnóstico de bronquiectasia, o qual demonstrou que a posologia de 3g de amoxicilina duas vezes ao dia foi eficaz em 66.66% dos pacientes que apresentaram falha com o tratamento com 1,5g duas vezes ao dia.

Baddour et al. (1989) relataram 92,3% de sucesso clínico em 231 pacientes do sexo feminino com gonorreia, tratadas com dose única 3 g de amoxicilina e probenecida. Em outro estudo, Klima (1978) submeteu 70 pacientes do sexo masculino com gonorreia aguda, a tratamento com uma dose única de 2g de amoxicilina, sendo que o regime adotado foi bem sucedidos em 98,2% dos casos.


Características farmacológicas

Propriedades farmacodinâmicas

A amoxicilina – quimicamente, D-(-)-alfa-amino p-hidroxibenzil penicilina –, uma aminopenicilina semissintética do grupo betalactâmico de antibióticos. Tem amplo espectro de atividade antibacteriana contra muitos microrganismos gram-positivos e gram-negativos, agindo através da inibição da biossíntese do mucopeptídeo da parede celular.

A amoxicilina age rapidamente como bactericida e possui o perfil de segurança de uma penicilina. A amoxicilina é suscetível à degradação por betalactamases e, portanto, o espectro de atividade de amoxicilina não abrange os microrganismos que produzem essas enzimas, entre eles Staphylococcus resistente e todas as cepas de Pseudomonas, Klebsiella e Enterobacter.

A prevalência de resistência adquirida é dependente do tempo e localização geográfica e para algumas espécies pode ser muito alta. É desejável que se tenham informações locais quanto à resistência, particularmente quando se tratar de infecções graves.

Propriedades farmacocinéticas

Absorção

A amoxicilina é bem absorvida. Sua administração oral na dosagem de 3 vezes ao dia geralmente produz altos níveis plasmáticos, independentemente do momento da ingestão de alimentos. A amoxicilina apresenta uma boa penetração nas secreções bronquiais e elevadas concentrações urinárias na forma de antibiótico inalterado.

Distribuição

A amoxicilina não é altamente ligada a proteínas plasmáticas; cerca de 18% do total da droga presente no plasma são ligados a proteínas. A amoxicilina se difunde rapidamente na maioria dos tecidos e líquidos corporais, com exceção do cérebro e da medula espinhal.

A inflamação geralmente aumenta a permeabilidade das meninges às penicilinas, e isso pode ser aplicado à amoxicilina.

Excreção

A principal via de eliminação da amoxicilina são os rins. Cerca de 60% a 70% de amoxicilina são excretados inalterados pela urina durante as primeiras seis horas após a administração de uma dose padrão. A meia-vida de eliminação é de aproximadamente uma hora.

A amoxicilina também é parcialmente eliminado pela urina, como ácido peniciloico inativo, em quantidades equivalentes a 10% a 25% da dose inicial.

A administração simultânea de probenecida retarda a excreção da amoxicilina.

Manter à temperatura ambiente (15°C a 30°C). Proteger da luz e manter em lugar seco, em sua embalagem original até o término do seu uso.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Aspecto físico e características organolépticas:

Comprimido branco a amarelado, oblongo, biconvexo e monossectado.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Atenção fenilcetonúricos: contém fenilalanina.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Reg. MS: no 1.3569.0623
Farm.Resp.: Dr. Adriano Pinheiro Coelho CRF - SP no 22.883
Registrado por:
EMS Sigma Pharma Ltda.
Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08 Bairro Chácara Assay Hortolândia/SP – CEP 13186-901 CNPJ: 00.923.140/0001-31
INDÚSTRIA BRASILEIRA
Fabricado por: Germed Farmacêutica Ltda.
Jaguariúna / SP
SAC 0800 – 191222
www.ems.com.br

Informações Profissionais

Fabricante

EMS Sigma Pharma

Tipo do Medicamento

Referência

Necessita de Receita

Sim, Branca 2 vias

Princípio Ativo

Amoxicilina

Categoria do Medicamento

Antibióticos

Classe Terapêutica

Penicilinas Orais de Amplo Espectro

Especialidades

Infectologia


Publicidade