Cloridrato De Metformina

Ofertas

Ofertas
Ordenar por
Filtrar por tipo de medicamento
Visualizar em

Informações do Cloridrato De Metformina

Descrição

Princípio ativo indicado para casos de diabetes melito tipo 2 em pacientes com obesidade.
Medicamento disponível em comprimido.

Indicação

- Diabetes tipo 2 em adultos, não dependente de insulina (diabetes da maturidade, diabetes do obeso, diabetes em adultos de peso normal), isoladamente ou complementando a ação.

- Diabetes tipo 1, dependente de insulina: como complemento da insulinoterapia em casos de diabetes instável ou insulino-resistente.

- Também indicado na Síndrome dos Ovários Policísticos (Síndrome de Stein-Leventhal).

Contra-indicação

Hipersensibilidade ao mesmo, cetoacidose, insuficiência renal (creatinina sérica superior a 1,5 mg/dL), anestesia geral, administração concomitante com contrastes radiológicos iodados, alcoolismo e diabetes gestacional.

Tipo de receita

Branca Comum

Posologia

Adultos
- Via oral (2 vezes ao dia): 500 mg, em jejum e ao jantar ou 850 mg (1 vez ao dia). A dose pode ser aumentada semanalmente, com adição de uma dose, até que haja o controle dos níveis de glicose sanguínea ou até alcançar a dose máxima de 2.000 mg/dia (esta fracionada em 3 tomas: café da manha, almoço e jantar).

Reações

Diarréia, vômitos, urticária, sabor metálico da boca, flatulência, dor abdominal, indigestão, náuseas, acidose lática anorexia, prurido.

Riscos

Discrasias sanguíneas, hepatotoxicidade.

Interação medicamentosa

- Quando em ação com inibidores de monoamina oxidase (MAO) pode causar vertigem, depressão do SNC, hipoglicemia. Devem ser monitorados os níveis sanguíneos de glicose.
- Em contato com cimetidina e cefalexina há a possibilidade de elevação das concentrações plasmáticas de metformina pela inibição de sua secreção tubular.
- Em ação com nifedipino pode aumentar a absorção de metfomina. Sinais de toxicidade devem ser monitorados. Pode ser necessária a diminuição das doses.
- Com bloqueadores beta-adrenérgicos pode haver mascaramento dos sintomas de hipoglicemia.
- Quando em ação com enalapril pode levar a hiperpotassemia e acidose lática. Essa combinação deve ser evitada em pacientes com insuficiência renal.
- A vitamina B12 pode ter sua absorção comprometida com metformina.

Cuidados/orientações

- Durante infecções, cirurgias ou traumas deve-se substituir por insulina.
- As funções renais devem ser avaliadas antes do começo do tratamento e cerca de 2 vezes ao ano.
- É recomendado haver a ingestão do medicamento com alimentos, pois assim diminui os sintomas gastrintestinais.
- Devem ter cautela: Idosos, lactantes, gestantes, septicemia, risco de acidose lática, distúrbios hepáticos, hipoxemia, desidratação.
- Deve ser armazenado entre 15º a 30º C.
- Não ingerir bebidas alcoólicas durante o tratamento.

Doenças relacionadas

Diabetes

Especialidades médicas

Endocrinologia

Nomes comerciais

Glicomet.

CDB (Denominação Comum Brasileira)

05782.