Lumigan

Ofertas a partir de R$95,53

12 ofertas

0,03%, solução, frasco com 3ml

EAN 7897316804179
PMC/SP R$ 130,16
Carregando ofertas...

Bula do Lumigan

- É indicado para pacientes com glaucoma ou que apresentam pressão ocular aumentada.
- Prevenção e tratamento da dor e da inflamação pós-operatórias associadas à cirurgia da catarata.

Uso Ocular.

Adultos.

- A dose recomendada é de uma gota no saco conjuntival, no(s) olho(s) afectado(s)

3 vezes ao dia a começar um dia antes da cirurgia da catarata, continuando no dia da cirurgia e durante as 2 semanas seguintes do período pós-operatório.

- O tratamento pode continuar durante as 3 semanas seguintes do período pós-operatório.

- Uma gota adicional deverá ser administrada 30-120 minutos antes da cirurgia.

- Hipersensibilidade à formula.
- Pacientes com Asma brônquica ou outras doenças do pulmão como doença pulmonar obstrutiva crônica grave.
- Insuficiência cardíaca ou distúrbios dos batimentos cardíacos.
- Usar lente de contato durante o tratamento.
- Gravidez e Lactação.
- Crianças com idades inferiores a 18 anos.
- Hipersensibilidade à fórmula.
- É também contra-indicado em doentes que tenham asma,
urticária, ou que sofram de episódios de rinite aguda após a utilização de ácido acetilsalicílico ou outros AINEs.

Assim como em qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Lumigan

As reações adversas oculares relatadas mais comuns com Lumigan por ordem de frequência foram:
Reação muito comum: hiperemia (vermelhidão) conjuntival, hiperemia (vermelhidão) dos olhos, crescimento dos cílios e prurido (coceira) nos olhos.

Reação comum: secura ocular, ardor ocular, sensação de corpo estranho nos olhos, dor ocular, distúrbios visuais, visão borrada, escurecimento da pálpebra, alteração (escurecimento) da cor dos cílios, irritação ocular, secreção ocular, eritema (vermelhidão) palpebral, ceratite puntacta (inflamação da córnea), blefarite (inflamação das pálpebras), fotofobia, conjuntivite alérgica, aumento do lacrimejamento, aumento da pigmentação da íris, astenopia (vista cansada), prurido (coceira) palpebral, hiperpigmentação (escurecimento) da pele e edema (inchaço) conjuntival.

Reação incomum: irite (inflamação da íris) e hirsutismo (crescimento aumentado de pelos).

Outras reações adversas relatadas após a comercialização de Lumigan foram: aprofudamento do sulco palpebral (enoftamilte), eritema (vermelhidão) ao redor dos olhos, edema (inchaço) palpebral, edema (inchaço) macular, crescimento anormal de pelos, náusea, tontura, dor de cabeça, hipertensão (pressão alta), asma, exacerbação (crise) da asma e dispneia (falta de ar) Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Não há informações de casos de superdoses em humanos.

Se uma superdose ocorrer com Lumigan, o tratamento deve ser sintomático Nestes casos o médico deve ser consultado imediatamente.

Lumigan é um medicamento de uso exclusivamente tópico ocular. Lumigan deve ser utilizado com cautela em pacientes com inflamação intraocular aguda (como por exemplo, uveíte) pois a inflamação pode ser agravada. A presença de edema macular, incluindo edema macular cistóide, foi relatada durante o tratamento com Lumigan 0,03% solução oftálmica.
Portanto, bimatoprosta a 0,03% deve ser utilizada com cautela em pacientes afácicos, em pacientes pseudoafácicos com cápsula posterior do cristalino lacerada, ou em pacientes com fatores de risco conhecidos para edema macular (por exemplo, cirurgia intraocular, oclusão de veia da retina, doença inflamatória ocular e retinopatia diabética) Foram relatados escurecimento e aumento gradativo do crescimento dos cílios em comprimento e espessura, escurecimento da pele ao redor dos olhos e da cor dos olhos. Algumas dessas alterações podem ser permanentes, outras não. Se o tratamento for feito em apenas um dos olhos essas reações podem ocorrer somente no olho tratado, podendo os olhos ficarem diferentes um do outro. Houve relatos de inflamação bacteriana associada com o uso de recipientes de doses múltiplas de produtos oftálmicos de uso tópico. Esses recipientes foram contaminados pelos pacientes, que na maioria dos casos, apresentavam doença corneana concomitante ou ruptura da superfície epitelial ocular. Para não contaminar o colírio evite o contato do conta gotas com qualquer superfície. Não permita que a ponta do frasco entre em contato direto com os olhos. Existe o potencial para crescimento de pelos nas áreas onde a solução de Lumigan entra em contato repetidamente com a superfície da pele. Portanto, é importante aplicar Lumigan conforme instruído para evitar que a solução escorra pela face ou outras áreas.

Gravidez e Lactação:
- Gravidez: Não foram realizados estudos sobre o uso de Lumigan em pacientes grávidas. Na ocorrência de gravidez ou se estiver amamentando, consulte o médico antes de fazer uso de medicamentos. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

- Lactação: Não há dados a respeito da excreção do Lumigan no leite humano, mas como os estudos em animais mostraram que a substância é excretada pelo leite, recomenda-se cautela na administração do medicamento durante a lactação.

- Uso em crianças: O uso em pacientes pediátricos não foi avaliado e portanto o uso de Lumigan não é recomendado em crianças e adolescentes.

- Uso em idosos: Não foram observadas diferenças de eficácia e segurança entre pacientes idosos e de outras faixas etárias.

Pacientes que utilizam lentes de contato Lumigan não deve ser aplicado durante o uso de lentes de contato gelationosas ou hidrofílicas, pois o cloreto de benzalcônio presente na fórmula pode ser absorvido pelas lentes. Retire as lentes antes da aplicação do colírio e aguarde pelo menos 15 minutos para recolocá-las. Pacientes que fazem uso de mais de um medicamento oftálmico Lumigan pode ser administrado com outros colírios para reduzir a pressão intraocular e, neste caso, deve-se respeitar o intervalo de 5 minutos entre a aplicação de cada medicamento.

- Pacientes com insuficiência renal ou hepática: Lumigan não foi estudado em pacientes com mau funcionamento dos rins ou do fígado e, portanto, deve ser utilizado com cautela nesses pacientes Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas.

A aplicação do colírio, em geral, não causa alterações da visão. Caso ocorra leve borramento de visão logo após a aplicação, recomenda-se aguardar até que a visão retorne ao normal antes de dirigir veículos ou operar máquinas.

Não são previstas interações entre bimatoprosta e outros medicamentos. O uso concomitante de bimatoprosta e outros agentes antiglaucomatosos que não sejam betabloqueadores tópicos não foram avaliados durante a terapia.
Pacientes com glaucoma ou hipertensão ocular, existe um potencial de redução do efeito da diminuição da pressão intraocular quando bimatoprosta é utilizado com outros análogos da prostaglandina.

Lumigan deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C), não necessitando refrigeração. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Após aberto, válido por 85 dias. Lumigan é uma solução estéril límpida e incolor. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Cada ml (36 gotas) contém: 0,3 mg de bimatoprosta (0,008 mg/gota) Veículo: cloreto de benzalcônio, cloreto de sódio, fosfato de sódio dibásico heptaidratado, ácido cítrico monoidratado, ácido clorídrico e/ou hidróxido de sódio e água purificada.

Cada ml (36 gotas) contém: 0,1 mg de bimatoprosta (0,002 mg/gota) Veículo: cloreto de benzalcônio, cloreto de sódio, fosfato de sódio dibásico heptaidratado, ácido cítrico monoidratado, ácido clorídrico e/ou hidróxido de sódio para ajuste de pH e água purificada.

Informações Profissionais

  • FABRICANTE

    Allergan

  • TIPO DO MEDICAMENTO

    Referência

  • NECESSITA DE RECEITA

    Sim, Branca Comum

  • PRINCÍPIO ATIVO

    Bimatoprosta

  • CATEGORIAS DO MEDICAMENTO

    Glaucoma

  • CLASSE TERAPÊUTICA

    Preparações Antiglaucomas E Mióticas Tópicas

  • ESPECIALIDADES

    Oftalmologia

VEJA MAIS NO CR PRO
Publicidade

Farmácias e Especialistas

Próximo de: Chácara Maria Trindade, São Paulo - SP