Depo Provera

Ofertas a partir de R$25,00em 10 farmácias

10 ofertas

150mg, suspensão injetável 1 frasco contendo 1ml + 1 seringa preenchida(s)

EAN 7891268101782
PMC/SP R$ 43,19
Ordenar por
Lojas que entregam em: Chácara Maria Trindade, São Paulo - SP
Carregando ofertas...

Buscar por tipo

Relacionados ao medicamento Depo Provera

2 ofertas

150mg, suspensão injetável 1 frasco contendo 1ml

EAN 7891268101744
PL Produto Liberado
Ordenar por
Lojas que entregam em: Chácara Maria Trindade, São Paulo - SP
Carregando ofertas...

Sem ofertas

50mg, suspensão injetável, caixa com 1 frasco contendo 1ml

EAN 7891268101720
PMC/SP R$ 12,66
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Sem ofertas

150mg sus inj 1fa x 1ml

EAN 7891268101799
PMC/SP R$ 33,34
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Bula

Indicado como contraceptivo (supressão da ovulação)

A dose recomendada para contracepção (supressão da ovulação) é de 150 mg de acetato de medroxiprogesterona (1 mL de 150 mg administrada por injeção intramuscular profunda nos músculos glúteo ou deltóide) em intervalos de 12 a 13 semanas, sendo no máximo a cada 13 semanas (91 dias).
A suspensão intramuscular não foi formulada para ser administrada por injeção subcutânea.

Contra-indicado a pacientes grávidas ou com suspeita de gravidez.
Pacientes com hipersensibilidade conhecida ao acetato de medroxiprogesterona ou a qualquer componente da fórmula.
Pacientes com sangramento vaginal de causa não-diagnosticada.
Pacientes com suspeita de neoplasia mamária ou neoplasia mamária comprovada.
Pacientes com disfunção hepática grave.
Pacientes com tromboflebite ativa ou história atual ou pregressa de distúrbios tromboembólicos ou cerebrovasculares.
Aborto retido.

Reações muito comuns (ocorrem em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): edema (inchaço) / retenção de líquidos, alteração do peso, nervosismo, dor de cabeça, sangramento uterino anormal (menstruação fora do período esperado, irregular, aumentada, diminuída) e amenorreia (interrupção ou suspensão do fluxo menstrual).
Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): depressão, insônia, tontura, náusea (enjoo), acne (espinhas), queda de cabelo, rash (erupção cutânea), mastodinia (dor nas mamas e sensibilidade nas mamas), cansaço e sensibilidade.
Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): sonolência, icterícia colestática (coloração amarelada da pele devido à deposição de pigmento biliar), icterícia (deposição de pigmentos biliares na pele dando uma cor amarela intensa), crescimento anormal de pelos, prurido (coceira), urticária (erupção na pele, geralmente de origem alérgica, que causa coceira) e saída de leite pela mama fora do período de amamentação.
Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): pirexia (estado febril).
Reações muito raras (ocorrem em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): reações de hipersensibilidade (reações alérgicas), parada da ovulação por longo tempo (ausência de menstruação), distúrbios de coagulação (alteração da capacidade de parar um sangramento), erosão próxima ao colo do útero (alteração observada no exame de papanicolau), reações no local da injeção, alteração da secreção uterina (seja de cor ou de consistência) e diminuição da tolerância à glicose (alteração dos exames que medem a quantidade de glicose no sangue).
O uso de Depo Provera pode causar aumento do risco de câncer de mama, formação de coágulos sanguíneos nos braços, pernas, pulmões e olhos, Acidente Vascular Cerebral (AVC ), perda da visão ou outros problemas oculares e convulsões.
Efeito sobre os ossos:
As mulheres que usam Depo Provera injetável podem ter significativa perda da densidade mineral óssea.
A perda óssea é maior com o aumento da duração do uso e pode não ser completamente reversível.

Febre, redução na quantidade de cálcio encontrada nos ossos, formação de coágulos sanguíneos, amenorreia, nervosismo, convulsões, epilepsia, vaginite.

O tratamento de superdosagem deve ser sintomático e de suporte.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.
Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

No caso de perdas sanguíneas vaginais inesperadas durante o tratamento com Depo Provera 50 mg, aconselha-se investigação diagnóstica.
Avise o seu médico se ocorrer este fato.
Este medicamento pode agravar os estados de depressão, diabetes e retenção de líquidos Informe ao seu médico se você tem ou teve depressão.
Informe ao seu médico se você tem diabetes e/ou hipertensão (aumento da pressão sanguínea) Este medicamento pode alterar os resultados de alguns exames laboratoriais e do colo do útero.
Se realizar exames laboratoriais, informe ao médico patologista que está em tratamento com Depo Provera 50 mg.
Se ocorrer perda completa ou parcial súbita de visão ou no caso de instalação súbita de proptose (protrusão anormal do globo ocular), diplopia (visão dupla) ou enxaqueca (dor de cabeça), a medicação não deve ser readministrada até realização de exames Uma pequena quantidade da suspensão pode aderir à parede do frasco-ampola.
Por isso, cada frasco- ampola é preenchido com quantidade suficiente do produto, levando-se em conta essa possibilidade, para fornecer o volume e a potência corretos e declarados.

A administração concomitante de aminoglutetimida e o medicamento pode diminuir significativamente os níveis séricos do acetato de medroxiprogesterona, podendo diminuir sua eficácia. As usuárias do medicamento devem ser alertadas para a possibilidade de redução da eficácia com o uso daquela substância e de seus congêneres. Certos testes de função endócrina e, possivelmente, hepática, podem ser afetados pelo tratamento com o medicamento. Portanto, se esses testes resultam anormais em pacientes sob terapia com essa medicação, recomenda-se que sejam repetidos após a retirada da droga.

III - DIZERES LEGAIS MS - 1 0216 0213 Farmacêutico Responsável: José Cláudio Bumerad – CRF-SP n° 43746 Fabricado e Embalado por: Pfizer Manufacturing Belgium NV Puurs - Bélgica Registrado, Importado e Distribuído por: LABORATÓRIOS PFIZER LTDA Av Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555 CEP 07112-070 – Guarulhos – SP CNPJ nº 46 070 868/0001-69 VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA DEP50SUI_03 DEPO-PROVERA® Suspensão Injetável 150 mg/ml LLD_DEP150SUI_04 1 02/jun/2014 Depo® Provera® 150 mg acetato de medroxiprogesterona.

Depo Provera 50 mg deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido.
Guarde-o em sua embalagem original Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Cada mL de Depo Provera suspensão injetável contém 50 mg de acetato de medroxiprogesterona.
Excipientes: macrogol, polissorbato 80, cloreto de sódio, metilparabeno, propilparabeno, hidróxido de sódioa, ácido clorídricoa e água para injetáveis a = para ajuste de pH.

Informações Profissionais

  • FABRICANTE

    Pfizer do Brasil

  • TIPO DO MEDICAMENTO

    Referência

  • NECESSITA DE RECEITA

    Sim, Branca Comum

  • PRINCÍPIO ATIVO

    Acetato de Medroxiprogesterona

  • CATEGORIAS DO MEDICAMENTO

    Injetável

  • CLASSE TERAPÊUTICA

    Anticoncepcional

  • ESPECIALIDADES

    Ginecologia

VEJA MAIS NO CR PRO
Publicidade

Farmácias e Especialistas