Busonid

Sem ofertas no momento

1 apresentação

1 apresentação

Sem ofertas

200mcg blx15

EAN 7896181918721
PMC/SP R$ 8,09
Carregando ofertas...

No momento nenhuma farmácia está ofertando a apresentação deste medicamento.

Deixe seu e-mail para ser notificado quando houver ofertas desta apresentação.

Buscar por tipo

Bula

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO BUSONID é indicado para o alívio dos sintomas e tratamento crônico de rinites alérgicas, não alérgicas e da polipose nasal (tecidos aumentados que se desenvolvem no revestimento interno do nariz) 2

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO BUSONID CAPS é indicado como tratamento preventivo das doenças pulmonares obstrutivas inflamatórias como a asma brônquica ou bronquite crônica, reduzindo o processo da inflamação nos brônquios 2

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO BUSONID é indicado para pacientes com rinites não-alérgica e alérgica perenes e alérgica sazonal, tratamento de pólipo nasal e prevenção de pólipo nasal após polipectomia (extração do pólipo) 2

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO BUSONID possui um dispositivo de inalação composto de uma tripla barreira de fios de prata ativa que permite a ausência de conservantes em sua composição, mantendo a integridade do produto quanto ao risco de contaminação Modo de usar: Movimentar suavemente o frasco por 3 vezes para misturar o produto BUSONID é um tratamento preventivo, de uso diário, que se prolonga durante vários meses Por esta razão é imprescindível utilizá-lo segundo as seguintes instruções: 1) Antes de usar, assoe o nariz delicadamente para limpar bem as narinas Figura 1 2) Movimente suavemente o frasco por 3 vezes para misturar o produto Figura 2 3) Retire a tampa protetora Figura 3 Busonid suspensão aquosa 50 e 100 mcg _BU 02a_VP 4) Segure o aplicador conforme indicado na figura Manter o aplicador em pé conforme indicado na figura Figura 4 5) Se estiver utilizando o medicamento pela primeira vez ou após um período de interrupção superior a 3 dias, pressione a válvula longe do rosto até liberar uma névoa fina Figura 5 6) Incline a cabeça levemente para frente Figura 6 7) MANTENHA O FRASCO EM PÉ, pressione uma das narinas com o dedo indicador e na outra introduza a ponta do aplicador e pressione a válvula do spray o número de vezes prescrito pelo médico Figura 7 Busonid suspensão aquosa 50 e 100 mcg _BU 02a_VP 8) Repita todo o procedimento descrito no item 7 na outra narina Respire fundo Figura 8 9) Após o uso, limpar o aplicador com um lenço de papel seco e recolocar a tampa protetora Figura 9 Atenção: A válvula do produto não permite que todo o conteúdo seja retirado do frasco Para que seja possível retirar o número de doses informadas (60 doses ou 120 doses), é colocado um volume extra de produto Desta forma, é normal que ainda haja uma quantidade remanescente de produto no frasco quando o mesmo não sair mais através da válvula A válvula do medicamento não é removível O medicamento já vem pronto para o uso Portanto, não deve ser perfurado e nem introduzido objetos pontiagudos no aplicador, pois isto irá danificá-lo e irá alterar a dose do medicamento liberada, além de permitir uma possível contaminação Os frascos de BUSONID contêm doses suficientes para garantir as doses necessárias ao preenchimento da válvula, nos períodos de não uso Desta maneira, não ocorrerá perda das doses então declaradas (60 ou 120 doses) ao se fazer o procedimento de preenchimento Não utilizar o medicamento mais vezes que o prescrito Antes de iniciar o uso de BUSONID é importante que você leia o item “Modo de Usar” Siga as instruções corretamente Crianças somente devem usar BUSONID com a supervisão de um adulto Busonid suspensão aquosa 50 e 100 mcg _BU 02a_VP Posologia: Tratamento de rinites: Adultos e crianças a partir de 6 anos: Suspensão aquosa nasal 50 mcg/dose: 2 aplicações em cada narina, 2 vezes ao dia ou 4 aplicações em cada narina pela manhã (400 mcg/dia) A dose máxima estabelecida é de 4 jatos por narina ao dia (400 mcg/dia); Crianças a partir de 12 anos e adultos: Suspensão aquosa nasal 100 mcg/dose: 1 aplicação em cada narina, 2 vezes ao dia ou 2 aplicações em cada narina, 1 vez ao dia (400 mcg/dia); Tratamento ou prevenção de pólipos nasais: a dose recomendada é de 200 a 400 mcg, 2 vezes ao dia As crianças devem utilizar BUSONID (budesonida) sob supervisão de um adulto, a fim de assegurar sua correta administração e que a dose seja correspondente à dose prescrita pelo médico Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico Agite antes de usar 7

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO Se você se esquecer de utilizar uma dose da medicação, não precisa utilizar a dose perdida; deve-se apenas utilizar a dose seguinte, no horário habitual Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista 8

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO Para assegurar uma administração adequada, você deve ser informado sobre as instruções de uso do inalador pelo médico ou outro profissional de saúde É importante você entender que a cápsula de gelatina pode fragmentar-se e que pequenos pedaços de gelatina podem atingir a boca ou a garganta após a inalação, sem consequências As cápsulas só devem ser retiradas do blíster e manuseadas, imediatamente antes do uso, para não sofrerem ação da umidade das mãos Um adulto deve sempre supervisionar o uso pelas crianças Atenção: não engula as cápsulas, use exclusivamente para inalação Modo de usar: 1 Retire a tampa do inalador (vide figura 1) 2 Segure a base do inalador e, para abri-lo, levante o bocal na direção indicada pela seta existente na lateral do bocal (vide figura 2) Busonid Cápsulas_BU 01_VP 3 Remova a cápsula do blíster e coloque-a no compartimento interno, na base do inalador É importante que a cápsula somente seja retirada do blíster imediatamente antes do uso do inalador (vide figura 3) 4 Feche o inalador (vide figura 4) 5 Pressione completamente o botão frontal do inalador para a perfuração da cápsula Solte o botão (vide figura 5) 6 Solte o ar dos pulmões o máximo possível (vide figura 6) 7 Coloque o bocal do inalador na boca e feche os lábios ao redor dele Incline levemente a cabeça para baixo (aproximadamente 45°) Inspire de maneira rápida e o mais profundamente possível Você deverá ouvir um som de vibração, pois a cápsula gira no compartimento interno dispersando o medicamento (vide figura 7) Obs: Se não ouvir o ruído da cápsula girando, essa pode estar grudada; então, abra novamente o compartimento interno, desprenda a cápsula e repita o procedimento 8 Segure a respiração contando mentalmente até 10 (aproximadamente 10 segundos); enquanto isso retire o inalador da boca Em seguida respire normalmente Abra o inalador e verifique se ainda há resíduo de pó na cápsula Caso ainda reste pó, repita os procedimentos de 4 a 8 (vide figura 8) 9 Após o uso, abra o inalador, remova e descarte a cápsula vazia Feche o bocal e recoloque a tampa (vide figura 9) Importante: Lave a boca com água e/ou escove os dentes imediatamente após o uso do medicamento Obs : A cápsula é feita de gelatina e pode se partir em pequenos fragmentos que poderão atingir a boca e a garganta A gelatina é comestível e, portanto, não é prejudicial Da mesma forma, fragmentos da cápsula podem permanecer no fundo do compartimento interno e estes resíduos deverão ser removidos com auxílio de uma escovinha ou pincel macio Conservação e limpeza do inalador: Para melhor conservação de seu inalador, faça uso de escova ou pincel macio, removendo resíduos após cada uso Após o último uso do dia, limpe o bocal e o compartimento da cápsula com uma haste flexível de algodão, podendo ocasionalmente umedecê-la em solução anti-séptica (como, por exemplo, água oxigenada 10 volumes) Não utilize álcool, pois poderá danificar a superfície plástica Seguindo estes cuidados de conservação, a vida útil estimada de seu inalador é de 3 meses Figura 1 Figura 2 Figura 3 Figura 4 Figura 5 Figura 6 Busonid Cápsulas_BU 01_VP Figura 7 Figura 8 Figura 9 POSOLOGIA: Na deflagração da cápsula, a quantidade de budesonida liberada é equivalente à quantidade da medicação contida na cápsula Quando o efeito desejado for obtido, a dose de manutenção pode ser reduzida para a menor dose necessária ao controle terapêutico Crianças abaixo de 6 anos: cabe ao médico decidir a idade mínima para iniciar o tratamento com BUSONID CAPS já que as apresentações em pó seco são iniciadas a partir dos 6 anos de idade (devido ao baixo fluxo inalatório obtido pelo paciente) A dose recomendada é de aproximadamente 100 a 400 mcg, 2 vezes ao dia, podendo ser aumentada até no máximo 500 mcg, 2 vezes ao dia (1000 mcg diários) Para pacientes previamente tratados com corticoterapia oral: 1000 mcg/dia A budesonida inalada está recomendada para o tratamento da asma brônquica a partir de 1 ano de idade Crianças a partir de 6 anos: Em terapia prévia só com broncodilatador (se necessário): 200 mcg, 2 vezes ao dia (400 mcg/dia) Em terapia prévia com corticóide inalatório ou corticóide oral: 400 mcg, 2 vezes ao dia (800 mcg/dia) Em pacientes asmáticos leves a moderados, que estão bem controlados com corticóide inalatório: 200 ou 400 mcg, em dose única diária (de manhã ou à noite) Crianças a partir de 12 anos e adultos: Em terapia prévia só com broncodilatador, se necessário, ou corticóide inalatório: 200 a 400 mcg, 2 vezes ao dia (400 a 800 mcg/dia) Em terapia prévia com corticóide oral: 400 a 800 mcg, 2 vezes ao dia (800 a 1600 mcg/dia) Para asmáticos, leves a moderados, que estão bem controlados com corticóide inalatório: 200 ou 400 mcg, em dose única diária A dose máxima recomendada é de 800 mcg duas vezes ao dia (1600 mcg diários) BUSONID CAPS deve ser utilizado sob a supervisão de um adulto, pois a eficácia do tratamento depende da habilidade da criança em utilizar o inalador corretamente Não é necessário o ajuste de dose em pacientes idosos ou em nefropatas (com doença nos rins) e hepatopatas (com doença no fígado) Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico Este medicamento não deve ser aberto 7

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO Em caso de esquecimento, retomar o tratamento de acordo com a prescrição médica Busonid Cápsulas_BU 01_VP Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista 8

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO A dose deve ser individualizada e titulada para a menor dose necessária para a manutenção do controle dos sintomas Busonid_BU 01_VP 3 Posologia Rinites Adultos, idosos e crianças a partir de 6 anos: recomenda-se iniciar com dose de 256 mcg/dia (2 aplicações de 64 mcg em cada narina ou 4 aplicações de 32 mcg em cada narina) A dose pode ser administrada 1 vez ao dia pela manhã, ou dividida em 2 administrações pela manhã e à noite Não há dados indicando que uma dose diária superior a 256 mcg aumentaria a eficácia Em pacientes com rinite alérgica sazonal e perene, BUSONID demonstrou melhora nos sintomas nasais (vs placebo) em até 10 horas após a primeira dose Isto é baseado em dois estudos de grupos paralelos, duplos-cegos, placebo-controlados, randomizados, sendo que um realizado com pacientes com rinite alérgica sazonal, expostos ao pólen da Erva-de-Santiago em uma Unidade de Exposição Ambiental (UEA) e o outro, um estudo multicêntrico de quatro semanas em pacientes com rinite alérgica perene Depois que o efeito clínico desejado é obtido, geralmente dentro de 1-2 semanas, a dose de manutenção deve ser reduzida à menor dose necessária para o controle dos sintomas Estudos clínicos sugerem que uma dose de manutenção de 32 mcg em cada narina pela manhã pode ser suficiente em alguns pacientes NOTA: o tratamento da rinite sazonal, sempre que possível, deve ser iniciado antes da exposição aos alérgenos Algumas vezes pode ser necessário tratamento concomitante para controlar os sintomas oculares causados pela alergia Tratamento ou prevenção de pólipos nasais A dose recomendada é de 256 mcg/dia (2 aplicações de 64 mcg em cada narina ou 4 aplicações de 32 mcg em cada narina) A dose pode ser administrada 1 vez ao dia pela manhã, ou dividida em 2 administrações, pela manhã e à noite Quando o efeito clínico desejado for obtido, a dose de manutenção deve ser reduzida à menor dose necessária ao controle dos sintomas Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico MODO DE USAR Movimentar suavemente o frasco por 3 vezes para misturar o produto BUSONID suspensão aquosa nasal é um tratamento preventivo, de uso diário, que se prolonga durante vários meses Por esta razão é imprescindível utilizá-lo segundo as seguintes instruções: 1) Antes de usar, assoe o nariz delicadamente para limpar bem as narinas 2) Movimente suavemente o frasco por 3 vezes para misturar o produto Busonid_BU 01_VP 4 3) Retire a tampa protetora 4) Segure o aplicador conforme indicado na figura Manter o aplicador em pé conforme indicado na figura 5) Se estiver utilizando o medicamento pela primeira vez ou após um período de interrupção superior a 3 dias, pressione a válvula longe do rosto até liberar uma névoa fina 6) Incline a cabeça levemente para frente Busonid_BU 01_VP 5 7) MANTENHA O FRASCO EM PÉ, pressione uma das narinas com o dedo indicador e na outra introduza a ponta do aplicador e pressione a válvula do spray o número de vezes prescrito pelo médico 8) Repita todo o procedimento descrito no item 7 na outra narina Respire fundo 9) Após o uso, limpar o aplicador com um lenço de papel seco e recolocar a tampa protetora Atenção: A válvula do produto não permite que todo o conteúdo seja retirado do frasco Para que seja possível retirar o número de doses informadas (60 doses ou 120 doses), é colocado um volume extra de produto Desta forma, é normal que ainda haja uma quantidade remanescente de produto no frasco quando o mesmo não sair mais através da válvula A válvula do medicamento não é removível O medicamento já vem pronto para o uso Portanto, não deve ser perfurado e nem introduzido objetos pontiagudos no aplicador, pois isto irá danificá-lo e irá alterar a dose do medicamento liberada, além de permitir uma possível contaminação Os frascos de BUSONID (budesonida) contêm doses suficientes para garantir as doses necessárias ao preenchimento da válvula, nos períodos de não uso Desta maneira, não ocorrerá perda das doses então declaradas (60 ou 120 doses) ao se fazer o procedimento de preenchimento Busonid_BU 01_VP 6 Não utilizar o medicamento mais vezes que o prescrito Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico, trata-se de um medicamento de uso prolongado e ação preventiva 7

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO Se você se esquecer de utilizar uma dose de BUSONID, não precisa utilizar a dose perdida Deve-se apenas utilizar a dose seguinte, no horário habitual Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista 8

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO Você não deve usar BUSONID se tiver alergia à budesonida ou a outros corticoides e também aos outros componentes da fórmula Este medicamento é contraindicado para menores de 6 anos de idade 4

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO Você não deve usar BUSONID CAPS se apresentar sensibilidade (alergia) à budesonida, à lactose ou a outros corticóides (anti-inflamatório e antialérgico) BUSONID CAPS não deve ser usado nas crises agudas de asma ou no estado de mal asmático (crise grave de asma) Este medicamento é contraindicado para menores de 1 ano de idade 4

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO BUSONID não deve ser usado por pacientes com alergia à budesonida ou a qualquer componente da fórmula 4

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR Podem ocorrer acessos de espirros imediatamente após o uso do spray

Seguem as reações adversas com o uso de BUSONID: Reação muito comum (ocorre em 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): náusea, dor de cabeça, disfonia (alteração da voz), infecção do trato respiratório e sinusite Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): palpitações, síncope (tipo de desmaio), taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), hipocalemia (diminuição do potássio no sangue), ganho de peso, dor abdominal, candidíase oral (infecção por fungo na boca “sapinho”), indigestão, gastroenterite viral (infecção no estômago e intestinos produzida por um vírus), vômito, xerostomia (sensação de boca seca), candidíase do esôfago, equimose (mancha roxa na pele), leucocitose (aumento do número de glóbulos brancos no sangue), doença infecciosa, doença viral, artralgia (dor na articulação), mialgia (dor muscular), astenia (cansaço), sonolência, insônia, enxaqueca, catarata (doença nos olhos que afeta a visão), glaucoma (aumento da pressão no interior do olho), aumento de pressão ocular, otite média, rinite alérgica, alteração da voz, tosse, dificuldade na fala, epistaxe(sangramento nasal), congestão nasal, irritação nasal, nasofaringite (inflamação no nariz e faringe), faringite, rinite, febre, Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): dermatite de contato, dermatite, irritação, urticária (doença alérgica da pele), Síndrome de Cushing (síndrome em que ocorre um aumento Busonid suspensão aquosa 50 e 100 mcg _BU 02a_VP dos efeitos do cortisol, ocasionando aumento da pressão arterial, estrias na pele, espinhas no rosto, vasos sanguíneos mais frágeis, tendência a manchas roxas no corpo, entre outros sintomas), hipoglicemia(diminuição da taxa de glicose no sangue), alteração na taxa de lipídios(gordura), hiperglicemia (aumento da taxa de glicose no sangue), reação imune de hipersensibilidade, ansiedade, depressão, irritabilidade, problemas de comportamento, psicoses(doença psiquiátrica), broncoespasmo(contração anormal dos brônquios) e irritação da garganta A literatura cita ainda as seguintes reações adversas, sem frequência conhecida: Acesso de espirros imediatamente após o uso do spray, rouquidão, aumento da tosse, alteração do paladar Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento 9

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR Informe seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis Como medicamento inalatório, pode ocorrer chiado no peito ou falta de ar imediatamente após seu uso As reações possíveis são: Reação muito comum (ocorre em 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): náusea, dor de cabeça, disfonia, infecção do trato respiratório e sinusite Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): palpitações (batimento cardíaco anormal), síncope (desmaio), taquicardia (aumento na frequência cardíaca), hipocalemia (diminuição do potássio no sangue), ganho de peso, dor abdominal, candidíase oral, (presença de um tipo de fungo na boca) indigestão, gastroenteríte viral, vômito, xerostomia (boca seca), candidíase do esôfago, equimose (mancha roxa na pele), leucocitose (aumento de glóbulos brancos no sangue), doença infecciosa, doença viral, artralgia (dor nas articulações), mialgia (dor muscular), astenia (fadiga), sonolência, insônia, enxaqueca, catarata, glaucoma,(aumento da pressão ocular) aumento de pressão ocular, otite média, rinite alérgica, alteração da voz, tosse, dificuldade na fala, epistaxe (sangramento nasal), congestão nasal, irritação nasal, nasofaringite, faringite, rinite, febre, dor e boca seca Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): dermatite de contato, dermatite, irritação, urticária (alergia na pele), Síndrome de Cushing (acne, suscetível a hematonas, rosto de lua, edema de tornozelo, hirsutismo), hipoglicemia, alteração na taxa de lipídios, hiperglicemia, reação imune de hipersensibilidade, ansiedade, depressão, irritabilidade, problemas de comportamento, psicoses (doença psquiátrica), broncoespasmo e irritação da garganta Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento 9

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): secreção hemorrágica (com sangue), epistaxe (sangramento pelo nariz), irritação nasal Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): reações alérgicas na pele, incluindo urticária (lesões avermelhadas na pele), exantema (erupção na pele com aspecto avermelhado), dermatite, angioedema (inchaço na superfície da pele ou mucosa), prurido (coceira) Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): ulcerações (lesões) da membrana da mucosa, perfuração de septo nasal e reação anafilática (reação alérgica grave) Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento 9 O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO Superdosagem aguda com BUSONID, mesmo em doses excessivas, geralmente não causa problemas clínicos Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO A baixa atividade sistêmica de BUSONID faz com que o risco de intoxicação seja muito improvável, principalmente a intoxicação aguda, não sendo dose-dependente De qualquer forma, a interrupção do tratamento seria suficiente para desaparecer com os sintomas de intoxicação Se em alguma circunstância muito especial aparecerem sintomas de hipercortisolismo (conjunto de sinais e sintomas devido ao excesso do hormônio cortisona no organismo) ou de insuficiência adrenal (condição na qual a produção de hormônio pelas glândulas adrenais se encontra abaixo das necessidades do organismo), deve-se descontinuar gradualmente o uso de BUSONID, como na corticoterapia sistêmica Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO A baixa atividade sistêmica de BUSONID CAPS faz com que o risco de intoxicação seja muito improvável, principalmente a intoxicação aguda, não sendo dose-dependente De qualquer forma, a interrupção do tratamento seria suficiente para desaparecer com os sintomas de intoxicação Se em alguma circunstância muito especial aparecerem sintomas de hipercortisolismo (conjunto de sinais e sintomas devido ao excesso do hormônio cortisona no organismo) ou de insuficiência adrenal (condição na qual a produção de hormônio pelas glândulas adrenais encontram-se abaixo das necessidades do organismo), deve-se descontinuar gradualmente o uso de BUSONID CAPS, como na corticoterapia sistêmica Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO Informe seu médico caso tenha catarata (doença no olho que afeta a visão), cirrose hepática (doença do fígado), contato com viroses como a catapora e sarampo, glaucoma (aumento da pressão no interior dos olhos), osteoporose (enfraquecimento dos ossos devido a redução da sua massa), úlcera péptica (ferida no interior do estômago e/ou duodeno), tuberculose ativa ou quiescente (em uma forma que não se manifestou clinicamente), infecção grave (por bactérias, fungos ou vírus) com ou sem tratamento Você deve utilizar o produto com cautela se você for portador de tuberculose ativa (com sintomas da doença) ou latente (sem sintomas da doença), ou infecções não tratadas causadas por fungos, bactérias, vírus sistêmico ou herpes ocular simples A transferência do corticoide oral para o inalatório pode causar insuficiência adrenal ou desmascarar condições alérgicas ocultas pela terapia oral BUSONID pode ser utilizado em pacientes com úlcera de septo recentes, epistaxes (sangramento nasal) recorrentes, trauma nasal e cirurgias nasais recentes, desde que o quadro esteja controlado e sob controle médico rigoroso A velocidade do crescimento em crianças que usaram budesonida inalatória foi diferente das que tomaram placebo durante o primeiro ano de tratamento Após 4 anos de tratamento, no entanto, a velocidade de crescimento entre pacientes tratados com budesonida e placebo foi similar Você deve tomar cuidado em caso de altas doses de corticosteroides inalatórios, como o BUSONID, pois podem interferir no controle da diabetes, podendo causar hiperglicemia (aumento de açúcar no sangue) Crianças possuem tendência de absorver proporcionalmente maiores quantidades da medicação e estão mais suscetíveis à toxicidade sistêmica Pacientes que recebem tratamento por um longo prazo devem tomar cuidado, pois os corticosteroides diminuem a absorção intestinal do cálcio e fosfato, além de aumentarem a excreção urinária do cálcio, podendo causar osteoporose ( enfraquecimento dos ossos devido à redução da sua massa) A terapia com corticosteroides pode aumentar o risco de desenvolvimento de infecção grave ou fatal em indivíduos expostos a patologias virais como varicela ou sarampo Evite o contato do produto com os olhos Nunca disponibilize seu spray nasal para outra pessoa Busonid suspensão aquosa 50 e 100 mcg _BU 02a_VP Os estudos em animais demonstraram que os corticosteroides podem produzir vários tipos de malformações fetais, mas que não foram confirmadas em estudos controlados com mulheres grávidas Baseados nos dados obtidos em humanos com a budesonida inalatória, esta poderá ser recomendada, caso um corticoide intranasal precise ser iniciado durante a gestação Os potenciais riscos e benefícios devem ser analisados antes de ser prescrito o tratamento às mulheres durante o período de aleitamento A budesonida é excretada no leite materno Deve-se ter atenção quando o uso de budesonida spray nasal for prescrito durante o aleitamento Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião- dentista Atenção: Este medicamento contém açúcar (glicose), portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes Cada dose (0,05 mL) de BUSONID contém 0,45 mg de glicose Você não deve usar BUSONID em associação com: Interação Medicamento-Medicamento Efeito de gravidade maior O uso concomitante de BUSONID spray nasal e bupropiona pode diminuir o limiar para convulsões Efeito de gravidade moderada Pode ocorrer um aumento da concentração do BUSONID spray nasal na circulação quando é utilizado concomitantemente à claritromicina, eritromicina, itraconazol ou cetoconazol O uso concomitante de BUSONID spray nasal e sargramostim pode aumentar o efeito produzido na medula óssea desta medicação Efeito de gravidade menor Quando o BUSONID spray nasal for utilizado em conjunto à amiodarona, pode haver um aumento no risco do desenvolvimento da síndrome de Cushing (síndrome onde ocorre um aumento dos efeitos do cortisol, ocasionando aumento da pressão arterial, estrias na pele, espinhas no rosto, vasos sanguíneos mais frágeis, tendência a manchas roxas no corpo, entre outros sintomas ) Interação medicamento-alimento – o uso concomitante de BUSONID spray nasal e suco de grapefruit (toranja) pode aumentar os níveis deste medicamento na circulação sanguínea Não há dados que indiquem interação com álcool Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico Pode ser perigoso para a sua saúde 5

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO BUSONID CAPS é um medicamento de uso prolongado e ação preventiva É importante que você mantenha a medicação prescrita, não interrompendo ou reduzindo as doses, mesmo com a melhora dos sintomas Após a inalação do medicamento, enxágüe a boca com água para evitar o aparecimento de candidíase oral (espécie de micose na boca, também conhecido como sapinho) Informe seu médico caso tenha catarata (doença no olho), cirrose hepática (doença do fígado), contato com viroses como a catapora e sarampo, glaucoma (aumento da pressão no olho), osteoporose, úlcera péptica (ferida no interior do estomago e/ou duodeno), tuberculose ativa ou quiescente, (que não se manifestou clinicamente), infecção grave (por bactérias, fungos ou vírus) com ou sem tratamento Deve-se ter cautela nos períodos de stress como cirurgias ou durante as crises de asma A transferência do corticóide oral para o inalatório pode causar insuficiência adrenal ou desmascarar condições alérgicas ocultas pela terapia oral A velocidade do crescimento em crianças que usaram budesonida inalatória foi diferente das que tomaram placebo durante o primeiro ano de tratamento Após 4 anos de tratamento, no entanto, a velocidade de crescimento entre pacientes tratados com budesonida e placebo foi similar Você deve tomar cuidado em caso de altas doses de corticosteróides inalatórios, como o BUSONID, pois podem interferir no controle da diabete, podendo causar hiperglicemia (aumento de açúcar no sangue) Pacientes que recebem tratamento em longo prazo devem tomar cuidado, pois os corticosteróides diminuem a absorção intestinal do cálcio e fosfato, além de aumentarem a excreção urinária do cálcio, podendo causar osteoporose (doença que causa redução da massa óssea) Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista Atenção: Este medicamento contém açúcar (lactose), portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes Uso em idoso: Apesar de não haver estudos adequados com corticóides na população geriátrica, não são esperadas que as alterações comuns desta faixa etária limitem o benefício máximo deste tipo de medicamento, desde que sejam respeitadas as suas precauções Não se faz necessário reajuste de dose para esta população Você não deve usar BUSONID CAPS em associação com: Interação Medicamento-Medicamento Busonid Cápsulas_BU 01_VP Efeito de gravidade maior O uso concomitante de BUSONID CAPS e bupropiona pode diminuir o limiar para convulsões Efeito de gravidade moderada com o uso concomitante de BUSONID CAPS e claritromicina, eritromicina, itraconazol ou cetoconazol que pode levar a um aumento da concentração de budesonida no sangue O uso concomitante de budesonida e sargramostim pode aumentar o efeito produzido na medula óssea desta medicação Efeito de gravidade menor O uso concomitante de BUSONID CAPS e amiodarona pode aumentar o risco do desenvolvimento da Síndrome de Cushing (síndrome onde ocorre um aumento dos efeitos do cortisol, ocasionando aumento da pressão arterial, estrias na pele, espinhas no rosto, vasos sanguíneos mais frágeis, tendência a manchas roxas no corpo e outros ) Não há dados que indiquem interação com alimentos ou com álcool Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico Pode ser perigoso para a sua saúde 5

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO O uso de doses excessivas ou o tratamento a longo prazo com BUSONID pode levar ao aparecimento de sinais ou sintomas de hipercorticismo (liberação excessiva de hormônios do córtex da glândula adrenal), supressão da função hipotálamo-hipófise-adrenal e/ou inibição do crescimento em crianças Os efeitos a longo prazo de BUSONID em crianças não são totalmente conhecidos O médico deve acompanhar de perto o crescimento das crianças recebendo BUSONID por tempo prolongado por qualquer via e avaliar os benefícios do tratamento de BUSONID e a possibilidade de inibição do crescimento Busonid_BU 01_VP 2 A presença de problemas no fígado pode afetar a eliminação de BUSONID do organismo Entretanto, esse fato é de importância clínica limitada para BUSONID Informe seu médico se você tiver outros problemas de saúde, principalmente se você tem ou teve tuberculose ou problemas de fígado BUSONID não interfere na habilidade de dirigir veículos e de operar máquinas Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista Não há evidências que BUSONID seja prejudicial quando usado por mulheres grávidas ou durante a amamentação As crianças somente devem utilizar BUSONID sob supervisão de um adulto para assegurar que a dose seja corretamente administrada e esteja de acordo com a prescrição do médico Atenção: este medicamento contém açúcar (cada dose contém 0,45 mg de glicose), portanto, deve ser usado com cautela e a critério do médico em pacientes portadores de diabetes BUSONID não deve entrar em contato com os olhos Caso isto ocorra, enxágue os olhos imediatamente com água

A budesonida (inalação oral) pode ter suas concentrações séricas elevadas por cetoconazol.

III- DIZERES LEGAIS MS - 1 1213 0173 Farmacêutico Responsável: Alberto Jorge Garcia Guimarães – CRF-SP nº 12 449 Biosintética Farmacêutica Ltda Av das Nações Unidas, 22 428 São Paulo - SP CNPJ 53 162 095/0001-06 Indústria Brasileira Venda sob prescrição médica Esta bula foi aprovada pela Anvisa em (08/08/2014) Biosintética Farmacêutica Ltda Cápsulas 200 mcg Busonid&$36 (budesonida) Cápsulas 00 mcg Busonid Cápsulas_BU 01_VP BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009

III- DIZERES LEGAIS MS - 1 1213 0173 Farmacêutico Responsável: Alberto Jorge Garcia Guimarães – CRF-SP nº 12 449 Biosintética Farmacêutica Ltda Av das Nações Unidas, 22 428 São Paulo - SP Busonid Cápsulas_BU 01_VP CNPJ 53 162 095/0001-06 Indústria Brasileira Venda sob prescrição médica Esta bula foi aprovada pela Anvisa em 03/07/2014 Busonid (budesonida) Biosintética Farmacêutica Ltda Suspensão Aquosa 32 mcg/dose Suspensão Aquosa 64 mcg/dose Busonid_BU 01_VP 1 BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009

III- DIZERES LEGAIS MS - 1 1213 0173 Farmacêutico Responsável: Alberto Jorge Garcia Guimarães - CRF-SP n° 12 449 Biosintética Farmacêutica Ltda Av das Nações Unidas, 22 428 São Paulo - SP CNPJ 53 162 095/0001-06 Indústria Brasileira VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA Esta bula foi atualizada conforme Bula Padrão aprovada pela Anvisa em (07/02/2014) Busonid_BU 01_VP 7 Histórico de Alterações da Bula Dados da submissão eletrônica Dados da petição/notificação que altera a bula Dados das alterações de bulas Data do expediente Nº do expediente Assunto Data do expediente Nº do expediente Assunto Data de aprovação Itens de bula Versões

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO Você deve conservar BUSONID em temperatura ambiente (entre 15 e 30º C) Proteja da luz Desde que respeitados os cuidados de armazenamento, o medicamento apresenta uma validade de 24 meses a contar da data de sua fabricação Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem Busonid suspensão aquosa 50 e 100 mcg _BU 02a_VP Não use medicamento com o prazo de validade vencido Guarde-o em sua embalagem original BUSONID é uma suspensão homogênea e de cor branca Antes de usar, observe o aspecto do medicamento Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças 6

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) e proteger da umidade Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem Não use medicamento com o prazo de validade vencido Guarde-o em sua embalagem original BUSONID CAPS apresenta-se como cápsulas gelatinosas duras, com tampa e corpo transparente, preenchida parcialmente com pó branco (pó para inalação) Antes de usar, observe o aspecto do medicamento Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças 6

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) Proteger da luz BUSONID é uma suspensão homogênea e de cor branca Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem Não use medicamento com o prazo de validade vencido Guarde-o em sua embalagem original Antes de usar, observe o aspecto do medicamento Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças 6

COMPOSIÇÃO Cada mL de BUSONID 50 mcg/dose contém: budesonida 1,0 mg Excipientes: celulose microcristalina, carmelose sódica, glicose, polissorbato 20, edetato dissódico de cálcio di- hidratado, água purificada e ácido clorídrico Cada mL de BUSONID 100 mcg/dose contém: budesonida 2,0 mg Excipientes: celulose microcristalina, carmelose sódica, glicose, polissorbato 20, edetato dissódico de cálcio di- hidratado, água purificada e ácido clorídrico II- INFORMAÇÕES AO PACIENTE 1

COMPOSIÇÃO Cada cápsula com pó para inalação de 200 mcg contém: budesonida 200 mcg Excipiente: lactose monoidratada Cada cápsula com pó para inalação de 400 mcg contém: budesonida 400 mcg Excipiente: lactose monoidratada II- INFORMAÇÕES AO PACIENTE 1

COMPOSIÇÃO BUSONID 32mcg: Cada dose contém 32 mcg de budesonida BUSONID 64mcg: Cada dose contém 64 mcg de budesonida Excipientes: celulose microcristalina, carmelose sódica, glicose, polissorbato 20, edetato dissódico de cálcio diidratado, água purificada e ácido clorídrico II- INFORMAÇÕES AO PACIENTE 1

Informações Profissionais

  • FABRICANTE

    Biosintética

  • TIPO DO MEDICAMENTO

    Similar

  • NECESSITA DE RECEITA

    Sim, Branca Comum

  • PRINCÍPIO ATIVO

    Budesonida

  • CATEGORIAS DO MEDICAMENTO

  • CLASSE TERAPÊUTICA

    Antiasmáticos/Dpoc Corticosteróides Inalantes

  • ESPECIALIDADES

    Alergia e Imunologia

VEJA MAIS NO CR PRO
Publicidade

Farmácias e Especialistas

Pergunte ao Farmacêutico

200mcg blx15
Apresentação selecionada:
200mcg blx15